A vitória de Eduardo Cunha para presidente da Câmara, em fevereiro do ano passado, foi crucial para que o governo entrasse em decadência e numa grande crise política. Cunha era um desafeto da presidente #Dilma Rousseff e sua vitória proporcionou grandes dificuldades para a presidente petista. Malco Camargos, professor da PUC-MG e especialista no assunto política, disse que Cunha se tornou a chave na crise política. Segundo ele, foi um grande erro de Dilma, ignorar Cunha e apoiar a candidatura de Arlindo Chinaglia para presidente da Câmara. Na opinião do cientista político, Dilma deveria ter apoiado Cunha, para que não ocorresse atritos do PT com o PMDB.

Publicidade
Publicidade

Antonio Testa, também cientista político, comentou que Dilma não faz acordos com ninguém e essa relação entre ela e Cunha já estava em decadência, desde o seu primeiro mandato. E não foi só com #Eduardo Cunha que Dilma não soube manter uma boa relação, ela acabou menosprezando o seu vice-presidente, Michel temer (PMDB). Ao invés de Dilma dar atribuições para Temer, ela simplesmente se afastou dele. Temer poderia ajudá-la muito no Congresso devido as suas articulações no partido. Outro professor de ciência política, Leon Victor de Queiroz, argumentou que o descontentamento do PMDB com o PT foi sentido na Câmara, onde a presidente perdeu vários aliados.

Desastre

Podemos considerar um verdadeiro desastre a tentativa de Dilma derrubar Cunha nas eleições para presidente da Câmara.

Publicidade

Além de seu candidato (Chinaglia) perder, o Partido dos Trabalhadores ficou sem poder de decisão nas comissões. Eduardo Cunha conseguiu estabelecer regras de modo que todo o comando das comissões ficou do jeito que ele queria, sem forças do governo. Cunha influenciou deputados porque negociava cargos, tem grande poder de convencer as pessoas e boa assessoria jurídica.

Lava Jato

E para piorar a situação do governo, a Operação Lava Jato aumentou os problemas para Dilma, disseminando uma grave crise econômica e as movimentações da oposição para os processos de afastamento da presidente. Com isso, Dilma perdeu apoio popular, pois o pessimismo tomou conta dos brasileiros. #Impeachment