O Brasil novamente se torna o centro das atenções mundiais, mas não por causa de eventos esportivos ou pelo carnaval, desta vez a crise política e econômica que assola o país, vem sendo acompanhada de perto por todo o mundo.

A fragilidade da nossa economia e a lei imposta pelos opositores do governo, de quê quanto pior melhor, sufocou nosso crescimento, colocou em xeque a competência da presidência da República e escancarou para no mundo uma das maiores crises da história brasileira.

Financial Times

A BBC Brasil, noticiou nesta quinta-feira (14), que o conceituado jornal britânico Financial Times, afirma acreditar que o #Impeachment da presidente #Dilma Rousseff, pode ser o início de problemas ainda maiores para o Brasil.

Publicidade
Publicidade

Em outras palavras, o jornal deixa claro que ao invés de conseguir solucionar os graves problemas já existentes, o impeachment pode fazer com que o Brasil mergulhe de vez no caos.

O Financial Times acredita que o afastamento de Dilma Roussef, trará mais instabilidade para o país, e gerará ainda mais desconfiança dos investidores estrangeiros.

O FT, diz saber que Rousseff, se tornou uma das líderes mais impopulares de toda a história brasileira e este é dos principais motivos que a levou para o processo de impeachment, segundo o jornal Dilma sofre um "julgamento político". Contudo ressalta as acusações sobre as pedaladas fiscais, que são a base do pedido do processo.

Michel Temer o "chefe do golpe"

O jornal britânico enfatiza que caso o impeachment realmente aconteça, o vice-presidente Michel Temer (PMDB), também corre sério risco de não conseguir levar seu mandato até o fim, pois é investigado pelo financiamento da campanha presidencial de 2014, quando ambos foram eleitos.

Publicidade

O FT também menciona que a popularidade de Michel Temer, não é a das melhores, já que 61% da população brasileira não o querem como presidente e também apoiam um possível impeachment contra ele. Ainda ressalta que caso se torne presidente, terá que enfrentar o PT como opositor, o que dificultará o  mandato, daquele que é considerado pelo partido da presidente como o "chefe do golpe".

Cenário político repleto de tensão

O correspondente do jornal no Brasil, Joe Leahy, o cenário político brasileiro é de muita tensão, e vai ser neste ambiente que a votação para o impeachment acontecerá no domingo(17).

Joe Leahy, ainda afirma que: "Se, assim como muitos acreditam, ela (Dilma) e o partido (PT) se recusarem a aceitar o resultado do processo de impeachment, o Brasil entrará em território desconhecido". #Crise-de-governo