Jair Bolsonaro do Partido Social Cristão - PSC é um dos deputados mais polêmicos que existem no Brasil. O parlamentar já disse que '' não estuprava'' a deputada federal Maria do Rosário do Partido dos Trabalhadores - PT, já fez citações de honra a ditadura militar.

Durante a votação do impeachment, o discurso de Bolsonaro foi o que mais reverberou nas redes sociais e nos veículos de comunicação de todo o mundo, que acompanham a situação política brasileira. Bolsonaro proferiu discurso de honra ao torturador Coronel Brilhante Ustra,  Chefe do DOI-Codi, que matou mais de 50 pessoas e torturou a atual presidente, #Dilma Rousseff durante a ditadura militar no Brasil.

Publicidade
Publicidade

Deputado defende Jean Wyllys

Glauber falou sobre os insultos de Jair Bolsonaro contra o deputado federal Jean Wyllys durante outras sessões, onde o deputado proferia diversos ataques ao outro deputado, longe das câmeras. Em uma publicação no Facebook, o deputado que disse que a cadeira de Eduardo Cunha cheira a enxofre durante a votação do #Impeachment, publicou "... porque fui testemunha por diversas vezes da tortura psicológica que o parlamentar faz com Jean," desabafou o deputado. O post tinha teve mais de 23 mil curtidas e cinco mil compartilhamentos.

Se não bastasse o seu discurso polêmico, o deputado entrou em uma desavença com o também parlamentar, Jean Wyllys do PSOL. Jean cuspiu em Bolsonaro depois do deputado do PSC usar palavras de baixo calão e homofóbicas contra o Jean que acabava de votar.

Publicidade

Novas curtidas a Coronel Ustra crescem  3.300% após homenagem de Bolsonaro

A página dedicada ao chefe do DOI-Codi, o torturador Coronel Ustra, cresceu após o pronunciamento de Jair Bolsonaro - PSC durante a votação do impeachment. O levantamento foi realizado pela BBC Brasil em um artigo publicado sobre a procura dos internautas sobre o Coronel após a citação do nome dele pelo parlamentar. Jair Bolsonaro chocou o país ao falar sobre o torturador de Dilma Rousseff.

18 mil pessoas registram queixa contra Bolsonaro na PGR

Jair Bolsonaro é polêmico e defende pautas contra o movimento LGBT, o retorno da ditadura militar e a família tradicional brasileira, composta por um homem e uma mulher. O político é conservador e já é conhecido mundialmente, por seu discurso de ódio contra a população LGBT.

Foram realizadas mais de 18 mil reclamações na Procuradoria Geral da República - PGR, contra a conduta de Jair Bolsonaro. Outros manifestantes e apoiadores de Jean Wyllys abriram uma petição online contra Jair Bolsonaro.

Torcida do Corinthians apoia Jean wyllys "Cuspa por nós"

Se existe uma coisa que todo esse processo que a política vem sofrendo é o quebra de paradigmas. A torcida corinthiana apoiou Jean Wyllys que cuspiu em Jair Bolsonaro durante a votação do impeachment. Em um jogo da Gaviões da Fiel, os torcedores ergueram cartazes coloridos que em multidão formou-se a frase 'cuspa por nós', em apoio ao deputado federal. #Manifestação