O ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, pode ser o novo ministro da Fazenda em um eventual governo Temer, se o processo de impeachment da presidente #Dilma Rousseff passar e o vice Michel Temer assumir o posto de chefe de Estado.

Meirelles e Temer marcaram um encontro neste sábado (23/04), no Palácio do Jaburu, em Brasília, residência oficial do vice-presidente. Segundo aliados de Temer, a ideia é oferecer o cargo, mas não de forma oficial, pois não está definido quando Temer assumirá o poder - se assumirá.

Meirelles, desde a época em que era presidente do Banco Central, demonstrava interesse em ser ministro.

Publicidade
Publicidade

No governo Lula, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já o elogiou por sua postura. E Henrique Meirelles é cotado tanto pelos governistas do PT, quanto oposicionistas do PMDB, partido de #Michel Temer.

Ao entrar no governo, Henrique Meirelles deve enfrentar duras missões de controlar os altos índices da inflação, que gira e torno de 9%, no Brasil, atualmente. No governo Lula, quando Antônio Palocci era ministro da Fazenda, Meirelles foi responsável por controlar a taxa Selic de juros.

Após a queda de Palocci e Guido Mantega assumindo, Meirelles enfrentou vários embates e conseguiu baixar as taxas de juros.

Manifestação

Integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST) protestaram, na tarde dese sábado (23), em frente ao Palácio do Jaburu, onde mora o vice Michel Temer, com faixas de protesto contra um suposto "golpe" do vice contra a presidente Dilma Rousseff.

Publicidade

São cerca de mil pessoas com camisas vermelhas e bandeiras do MST, CUT e do PT.

Os integrantes acreditam que o processo de impeachment que ocorreu na Câmara dos Deputados, com 367 votos favoráveis ao impedimento de Dilma, foi um golpe de estado, e acreditam que todo o rito é inconstitucional, pois, segundo eles, Dilma ainda não foi condenada.

O Tribunal de Contas da União reprovou as contas de Dilma pelas pedaladas fiscais cometidas nos últimos anos. Foram créditos aprovados para liberar mais dinheiro ao governo federal. #Dentro da política