Em uma entrevista exclusiva, realizada em São Paulo, ao jornalista americano Glenn Greenwald (jornalista que divulgou as informações sobre espionagem de Edward Snowden em 2013), o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva fez declarações polêmicas sobre o atual momento político do Brasil.

O conceituado jornalista americano, divulgou a entrevista no site “The Intercept” que teve as versões em vídeo da entrevista de Lula em inglês e português.

Confira os principais pontos da entrevista:

Ex-presidente afirmou que o ódio contra o PT é estimulado 24 horas por dia

Durante a entrevista, Lula fez questão de ressaltar que uma onda de ódio é alimentada 24 horas por dia contra o seu partido político no Brasil e que esse ódio é estimulado por pessoas, que segundo ele, “não sabem repartir o espaço público com aqueles do andar de baixo”.

Publicidade
Publicidade

Mas ele acredita que esse estímulo ao “ódio” não deverá durar a vida toda e que as acusações que estão sendo feitas a ele não serão comprovadas e que num futuro próximo, sua inocência será declarada.

Em um ponto da entrevista, Lula afirmou que graças ao PT, as instituições públicas têm maior autonomia

O ex-presidente ressaltou que as instituições públicas estão mais fortalecidas e autônomas no Brasil, graças ao PT, que permitiu que elas chegassem a tal patamar.

Polícia Federal, Tribunal de Contas da União e Ministério Público são alguns exemplos de instituições autônomas e independentes. Segundo ele, as investigações da operação Lava Jato são um exemplo de autonomia, que só foi permitida, graças as ações do PT.

Lula disse que no Brasil, a imprensa cobre as investigações da Polícia Federal como se fosse um show de pirotecnia

Lula defendeu as investigações da operação Lava Jato e disse que “quem comete erros tem que pagar” como qualquer outra pessoa ou partido político e que o PT não está acima disso, e que as investigações devem continuar.

Publicidade

Mas ele afirmou que a única coisa ruim de tudo o que está acontecendo, é o grande “show de pirotecnia” que a imprensa brasileira e alguns responsáveis pela condução das investigações fazem para cobrir e conduzir as investigações.

“Para fazer um processo de investigação é preciso fazer um espetáculo de pirotecnia todo santo dia?”

Também opinou sobre o processo de #Impeachment

Em relação ao processo de impeachment, Lula disse que é um absurdo que o processo de impeachment seja conduzido por um presidente da câmara que tem contas na Suíça.

Glenn Greenwald pediu para que Lula explicasse como tal feito era possível de acontecer no Brasil e Lula afirmou, que isso só é possível de acontecer, graças a “insanidade mental de algumas pessoas neste país” e que Dilma Rousseff não cometeu nenhum crime de responsabilidade fiscal. #Corrupção