O ex- presidente Luis Inácio #Lula da Silva, continua nos bastidores em Brasília defendendo a permanência da Presidente Dilma Rousseff até o fim do seu mandato.

Porém Lula está com "um olho no peixe e o outro no gato". Com o resultado da última pesquisa do Datafolha,  em que o ex- presidente aparece a frente de Marina Silva e Aécio Neves, ele já cogita a possibilidade da convocação de #Eleições gerais.

Autonomia para governar

O ex-presidente Lula segue firme na missão de tentar barrar o #Impeachment contra a presidente Dilma, contudo, segundo o jornal Estadão, Luis Inácio Lula da silva, já vê com bons olhos a convocação de eleições gerais, já que o governo atual não consegue ter a autonomia necessária para governar diante do cenário de crise.

Publicidade
Publicidade

Em diversas reuniões com integrantes do PT e líderes partidários que também se opõem ao impeachment, Lula vem afirmando, que caso ocorra uma vitória e Dilma Rousseff, e ela escape da perda do mandato, ele deixará avançar no planalto, no PT e partidos aliados a discussão para que possa acontecer as eleições gerais.

Eleições Gerais

A ideia do ex-presidente Lula é bem aceita pelo presidente do senado, Renan Calheiros, (PMDB-AL), e conta com o respaldo em algumas lideranças do PMDB.

Na semana passada em uma entrevista Renan Calheiros, chegou a defender a organização de eleições gerais, para sanar a crise política instaurada no Brasil.

As discussões sobre a convocação das eleições gerais, ainda estão acontecendo de forma velada, para não abalar a confiança dos aliados do governo que são contra o impeachment e daqueles que ainda se mantêm indecisos.

Publicidade

Certo é quê, Lula e Calheiros, se aproximaram bastante desde que o ex-presidente, voltou a atuar com força contra o impeachment no congresso.

Ao que parece, o posicionamento favorável de Luis Inácio Lula da Silva, à convocação das eleições gerais para antes de 2018, caso Dilma permaneça no poder, se dá também, porque ela não vem dando ouvidos a ele, principalmente em relação as medidas econômicas, consideradas anti sociais, por Lula.

Pesquisa de intenção de votos

A pesquisa Datafolha mostra Lula a frente dos demais candidatos com 21% da intenção de votos, em um cenário em que as eleições fossem disputadas entre os candidatos mais cotados para a corrida presidencial. Neste caso, ele é seguido de perto por Marina Silva (Rede),19% e Aécio Neves (PSDB), 17%. Aparecem ainda na pesquisa, Jair Bolsonaro (PSC), 8% e Ciro Gomes (PDT), 7%.