Logo pela manhã, Michel Temer deixou o Palácio do Jaburu em Brasília rumo à capital paulista. Ele articula a formação de um eventual governo buscando nomes de peso nas área social e econômica. As trocas dos ministérios seriam feitas, caso o senado abra o processo de #Impeachment contra a presidente #Dilma Rousseff.

O vice-presidente quer demonstrar que vai manter programas sociais. No Ministério da Fazenda, os nomes mais citados são Marcos Lisboa, Arminho Fraga e Enrique Meireles. O objetivo é sinalizar ao mercado que haverá estabilidade para ampliar os investimentos no país.

A presença do PmDbista em São Paulo também foi vista como um sinal de que ele conversa com o PSDB para tentar apoio no congresso. Michel teve um encontro com o ex-governador do Rio de Janeiro, Moreira Franco, que atualmente é uma pessoa muito próxima do vice presidente.

Publicidade
Publicidade

Em sua conta numa rede social, o senador Aécio Neves postou uma foto conversando com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre o impeachment. Após um debate sobre o Estado de direito no Brasil, o ex-presidente falou sobre governabilidade.

Logo após a aprovação da abertura do processo de impeachment na Câmara, deputados começaram uma romaria ao Palácio do Jaburu (residência oficial do vice-presidente) para cumprimentar #Michel Temer. Alguns chegaram a propor uma saída mais rápida para definir quem deve ocupar o Palácio do Planalto.

O vice-líder do governo na Câmara, Silvio Costa, acredita em uma virada no Senado. Silvio Costa criticou parlamentares, que votaram a favor da abertura do processo de impeachment, depois de tentarem negociar com o governo. "É impressionante você ficar sentado e ter conversado com uma pessoa e de repente a mesma vai e faz totalmente diferente.

Publicidade

Você sabendo que tipo de proposta que ele fez. Ainda tem coragem de falar coisas sobre combate à corrupção. Isso é decepcionante. A opinião pública gosta da delação, ela não gosta do delator, e por isso não vou mencionar nomes das pessoas que fizeram isso'', falou ele.