Carlos Fernando dos Santos Lima, procurador da Operação Lava Jato, afirmou em uma entrevista, nesta terça-feira (12), que o sistema político partidário brasileiro está 'apodrecido'. A #Corrupção, diz o procurador, toma conta de todas as esferas políticas do país, tanto da ala governista quanto da oposição. Os partidos estão envolvidos com propinas e por onde passam espalham a maldita corrupção. De acordo com Lima, a nova fase da Operação #Lava Jato, chamada de "Vitória de Pirro", proporcionou a prisão do ex-senador Gim Argello (PTB). O ex-senador é acusado de obstruir as investigações das CPIs da Petrobrás no Congresso. Há indícios concretos de que Gim, tenha atuado de forma incisiva no sentido de atrapalhar que empreiteiros prestem depoimentos à Justiça.

Publicidade
Publicidade

Diante disso, o procurador Lima ressalta que a corrupção não é partidária, mas sim do sistema político. Gim Argello ofereceu a partidos políticos propinas para que as investigações não obtivessem resultado, por isso, na manhã de hoje (12), ele foi preso.

Vitória de PirroA nova Operação da Lava Jato cumpre 21 ordens judiciais em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Esta nova fase apura crimes de corrupção ativa, concussão, lavagem de dinheiro e associação ao crime. Segundo a Polícia Federal, ocorreram pagamentos indevidos para partidos em doações eleitorais oficiais.

IgrejaAté mesmo uma paróquia foi usada para movimentar parte da propina paga ao ex-senador Gim Argello. De acordo com o Ministério público Federal, uma pessoa identificada como "Alcoólico, estava associado ao pagamento à paróquia.

Publicidade

O "Alcoólico" seria Gim Argello, pois seria um trocadilho com a bebida "gim". Athayde Ribeiro Costa, procurador do MPF, comentou que é muito grave a audácia de Gim em usar a CPI para cometer crimes. Carlos Fernando afirmou que as investigações serão aprofundadas, pois travestir propinas como doações legais, já existe há muito tempo. O procurador ainda falou que, não há indícios que partidos sabiam das negociações e da origem dos recursos, tudo está sendo investigado. #Investigação Criminal