Em pronunciamento realizado na manhã desta sexta-feira, 22 de abril, no plenário principal da sede da Organização das Nações Unidas (#ONU), em Nova York (Estados Unidos), a presidente do Brasil #Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores), disse que o país enfrenta uma dura crise política e econômica, mas que vai saber barrar retrocessos com relação a sua sociedade e democracia.

Ainda sobre a fala da presidente da República nesta sexta, na ONU, em nenhum momento ela se referiu ao processo de impeachment por qual passa (já derrotada na Câmara, e agora em voga no Senado), no entanto, Dilma fez questão de agradecer a solidariedade recebida por parte de diversos líderes de estados presentes no local.

Publicidade
Publicidade

A presidente também não usou em seu discurso a palavra “golpe”, repetida veementemente pela mesma em quase todos os seus pronunciamentos realizados no Brasil.

O pronunciamento de Dilma Rousseff na ONU durou cerca de 9 minutos. Ela participou do encontro organizado para a assinatura do “Acordo de Paris”, que vai reger as novas leis em prol da preservação do clima em todo o mundo. #Crise-de-governo