Diferente do que foi acusado pelo governo, a oposição afirmou que não tem nenhuma participação na divulgação do áudio de #Michel Temer, inclusive, classificando o ato como um “equívoco” do atual vice-presidente da República.

Líderes da oposição na Câmara dos Deputados afirmaram que “é preciso esperar a votação” e que foi um erro de Temer divulgar um áudio contendo um "discurso de posse", como se o #Impeachment da presidente da República #Dilma Rousseff já fosse certo de acontecer.

Alguns parlamentares, como o deputado Mendonça Filho (Democratas-PE), disseram ter “se surpreendido com a atitude precoce” de Michel Temer, visto pela maioria dos deputados como “uma figura política serena e bastante experiente”.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, para outro representante da oposição, o senador Ronaldo Caiado (também do Democratas, mas de Goiás; líder da sigla no senado), a divulgação do áudio de Temer “aconteceu de forma equivocada sim”, porém, já serviu para “apresentar ao brasileiros os pontos importantes do seu possível governo”.