A Fenajufe - Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União e sindicatos estaduais que representam os servidores do Poder Judiciário Federal, articulam a votação do PL 2648/2015 (que reajusta os salários da categoria) para a próxima semana.

O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT/CE), reuniu-se com os coordenadores da Federação Adilson Rodrigues e Eugênia Lacerda e com o dirigente Antônio dos Anjos Melquíades do Sintrajud (SP), logo após a reunião do Colégio de Líderes dos partidos realizada na tarde de 28/03, e confirmou  que o PL 2648/2015 será votado na próxima semana (05/04).

Publicidade
Publicidade

Eduardo Cunha incluirá projeto na pauta

Durante toda a semana que antecedeu a reunião dos líderes, os representantes dos sindicatos e da federação articularam com vários parlamentares, inclusive com o Presidente da Câmara deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ).

O PL 2648/2015 foi apresentado pelo presidente do STF, Ministro Ricardo Lewandowski, em substituição ao Plano de Cargos e Salários da categoria (PLC 28/2015) que foi vetado integralmente pela presidente #Dilma Rousseff em agosto de 2015, com o argumento de "inconstitucionalidade" e "contrariedade ao interesse público".

Num primeiro momento, o projeto foi rechaçado pelos servidores pelo reajuste proposto não contemplar sequer a inflação do período pleiteado. Com a manutenção do veto presidencial, o projeto tornou-se a única oportunidade para que os servidores conseguissem algum reajuste este ano.

Publicidade

Greve dos servidores impulsionou tramitação 

A luta pela aprovação do reajuste dos servidores ocasionou uma greve que paralisou as atividades do judiciário federal em mais de 25 estados e no DIstrito Federal, em alguns casos, por mais de 100 dias, sendo considerada a maior e mais forte greve da história da categoria, e que acabou impulsionando a tramitação do projeto.

Os sindicalistas também fizeram uma reunião no dia 30/03, com Marcelo Veiga, Secretário de Reforma do Judiciário, que foi agendada pelo Assessor Especial da Secretaria de Governo da Presidência da República, Renato Simões, que teve como objetivo discutir a abertura de interlocução entre o Ministério da #Justiça e os servidores do Poder Judiciário da União, para amenizar as perdas salariais da categoria.

Os servidores estabeleceram uma estratégia para que um requerimento de urgência ao projeto seja votado no próprio dia 05/04 e na sequencia o PL 2648/2015 seja incluído na pauta de votação do plenário da Câmara Federal. O objetivo final é que o projeto siga para sanção presidencial ainda no mês de abril, mas necessitará da aprovação de outro projeto que possibilite a abertura de créditos no orçamento federal. #Congresso Nacional