O "Estadão" está atualizando, diariamente, o placar do #Impeachment para que os brasileiros possam acompanhar mais de perto como estão as intenções de voto dos deputados federais, tendo uma visão mais precisa se Dilma Rousseff irá ou não deixar a presidência. Os parlamentares esperam que a votação aconteça já no final deste mês de abril e, hoje, a grande maioria está a favor de que a presidente deixe o cargo.

Hoje o placar do impeachment traz o seguinte resultado:

  • 292 a favor;
  • 115 contra;
  • 60 indecisos;
  • 46 não opinaram.

Para que a proposta seja aprovada, é preciso pelo menos 342 votos a favor, então, a oposição precisa de mais 50 votos e há 60 indecisos.

Publicidade
Publicidade

A intenção agora é convencê-los a votar a favor do impeachment da petista.

É claro que, dos 46 que não quiseram responder, todos já têm uma posição, entretanto, alguns estão com receio de se comprometerem e outros estão estudando a possibilidade de mudarem de opinião. Assim, não querem correr o risco de dizerem algo hoje e amanhã ter que falar que mudou de lado. Também é grande a expectativa sobre o posicionamento destes 46 que não responderam e que, provavelmente, irão se pronunciar quando estiver mais próximo o momento da votação.

A comissão retomou a discussão do parecer que é a favor da continuação do processo e que há sim, fortes indícios de que houve crime. O deputado Jovais Arantes, relator da Comissão Especial do Impeachment alegou que os brasileiros estão clamando para que #Dilma Rousseff seja afastada da presidência do Brasil.

Publicidade

O debate sobre o parecer começou na última sexta-feira (08) e foi reaberto nesta segunda-feira (11), e, até a meia-noite de hoje, espera-se que a votação já tenha ocorrido.

Jovair Arantes insiste que a investigação seja feita, até porque, se não houve crime, conforme a defesa vem alegando, Dilma Rousseff será absolvida e continuará governando o país sem mais nenhum transtorno, inclusive sendo fortalecida ao ter sua inocência provada.

O relator confirmou que a denúncia recebida traz fortes indícios de cometimento de crime, só que cabe ao Senado analisar as acusações e não os deputados.

Estaremos atualizando o placar do impeachment para que você acompanhe as últimas informações, não deixe de nos acompanhar. #Crise no Brasil