O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava retornando ao hotel Royal Tulip, na manhã deste sábado (16), quando começou um tumulto. Foi aí que um dos seguranças que estava na comitiva de #Lula, desceu rapidamente de um dos veículos e começou a dar soco e a empurrar os manifestantes que estavam no local.

Os manifestantes estavam protestando a favor do #Impeachment de Dilma Rousseff e foram para o local justamente por saber que Lula estava hospedado naquele hotel. Eles então ficaram na entrada aguardando o ex-presidente e, assim, que ele chegou o protesto ficou mais intenso e foi aí que a agressão ocorreu.

E nem era um grande número de pessoas, pois somente cerca de 20 manifestantes foram para a porta do hotel e levaram um "mortadelão" como parte do protesto.

Publicidade
Publicidade

A organização ficou por conta do "Acorda Brasil" e o "NasRuas", movimentos que são contra as negociações feitas pelo ex-presidente em favor de Dilma Rousseff.

E Lula deixou o hotel ainda bem cedo, justamente para ir buscar apoio para a presidente e também para participar de um evento realizado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra. Quando os manifestantes chegaram ao hotel o petista já tinha saído, então eles ficaram na entrada aguardando seu retorno.

Assim que os carros que faziam parte da comitiva de Lula chegaram, os manifestantes já começaram a gritar palavras de ordem a favor do impeachment e contra Lula e um dos carros acabou sendo cercado, entretanto, o veículo em que o ex-presidente se encontrava conseguiu adentrar para o hotel.

De dentro do carro, que acabou sendo cercado, um dos seguranças desceu para agredir os manifestantes e depois voltou para dentro do veículo.

Publicidade

Policiais Militares que estavam já no local para garantir a ordem e a segurança jogaram spray de pimenta nas pessoas que faziam parte do protesto.

Um dos manifestantes relatou que o segurança, ao descer do carro, já foi para cima dele e chegou a lhe dar um soco, só que errou, para sua sorte, só que, em seguida, pegou essa pessoa e a jogou sobre algumas motos paradas no local.

A PM solicitou reforço e a porta do hotel passou a contar com um número maior de policiais para que problemas deste tipo não voltem a acontecer. #Protestos no Brasil