#Silvio Santos sempre esteve atento aos rumos políticos do Brasil. E diante de uma das mais graves crises da história política do país, ele volta a cogitar a possibilidade de se candidatar a presidência do Brasil nas #Eleições de 2018.

Recentemente, ele voltou de férias e lançou um novo quadro em seu programa que leva o nome de um dos mais polêmicos programas sociais do #Governo federal, o "Bolsa Família".

Digo polêmico, pois, existem os que amam e os que odeiam a 'ajuda' do governo aos menos favorecidos. Muitos a chamam de "Bolsa Esmola" e acreditam que este benefício é uma maneira de criar um tipo de "cabresto eleitoral".

Publicidade
Publicidade

Polêmicas a parte, Silvio Santos resolveu criar um game show familiar com o nome "Bolsa Família", com intenção de alavancar o ibope do seu programa dominical.

Silvio Santos candidato a presidente do Brasil

Não é a primeira vez que o empresário, dono do SBT, cogita a possibilidade de concorrer a presidência do Brasil. Na gravação do seu programa ele disse que deve se candidatar.

Segundo o site TV Foco, o jornalista, José Amaro Vannucci, relatou que na última quarta-feira (27), em meio as gravações de seu programa, Silvio Santos disse para a platéia que pretende lançar sua candidatura a presidência do Brasil. 

O apresentador ainda disse que tem muito a oferecer e que pode ajudar bastante o Brasil. Contudo, resta saber se Silvio realmente tem esta intenção, ou falou apenas em se candidatar por causa do péssimo momento político que atravessamos.

Publicidade

Mas se Silvio Santos se candidatasse, você votaria nele?

Eduardo Cunha impediu que Silvio se tornasse presidente

Em 1989, Silvio Santos lançou sua candidatura a presidência do Brasil e estava batendo de frente com Fernando Collor de Mello. Tanto Silvio (PMB), quanto Collor (PRN), lançaram campanha em partidos pequenos e ainda desconhecidos pela a maioria da população.

Logo que iniciou a campanha, Silvio já apareceu em segundo lugar nas pesquisas de intenção de votos, deixando a oposição desesperada e Collor bastante apreensivo.

Foi então que Eduardo Cunha entrou em cena, apoiador de Collor, ele descobriu uma irregularidade no PMB, impedindo que Silvio Santos desse continuidade a sua campanha.

Ao que parece Eduardo Cunha já vem atrapalhando o Brasil há muito tempo.