O vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Silvio Costa (PT do B de Pernambuco), “jogou a toalha” e afirmou que a presidente Dilma Rousseff (PT) será derrotada na votação da comissão especial do impeachment, a ser realizada nesta segunda-feira, 11.

No entanto, Costa afirmou também que não acredita que a oposição conseguirá reunir os 342 votos necessários no plenário para autorizar a abertura do processo de #Impeachment da presidente.

O deputado Silvio Costa foi um dos que se pronunciou nesta sexta, 8, no primeiro dia de discussão na comissão especial do impeachment, sobre o relatório apresentado na última quarta, 6, pelo relator Jovair Arantes, que se posicionou favorável ao afastamento de Dilma Rousseff da presidência da República.

Publicidade
Publicidade

Costa realizou um discurso bastante inflamado e crítico, que gerou muita polêmica. Ele acusou o deputado Jovair Arantes de ser apenas uma “marionete” de #Eduardo Cunha e disse também que a trama para o “golpe” é liderada por #Michel Temer e Cunha, ambos do PMDB, o que gera a chapa: “Temo-Cunha”.