Se #Dilma Rousseff precisar urgentemente do último voto, sabe que poderá contar com Ronaldo Lessa, do PDT. Ele acompanhará a orientação do partido e votará pela defesa da presidente na votação desde domingo. A partir das 14h, tem início na Câmara dos Deputados a sessão que definirá a aprovação ou não do processo de impedimento da presidente da República.

Apesar do imenso apelo para que vote contra Dilma, Lessa admitiu em entrevista que votará a favor da presidente. Segundo ele, nos últimos dias, mais de 8 mil emails foram enviados à sua caixa, sendo que aproximadamente 7,5 mil pediam o voto pelo #Impeachment de Dilma. De acordo com Ronaldo Lessa, a presidente é "honesta" e não há motivos "jurídicos" para o processo avançar.

Publicidade
Publicidade

"Desonesta eu sei que ela não é. Eu, por exemplo, não concordo com a política econômica executada, mas não existe nenhuma acusação que indique que ela tenha sido corrupta", avaliou Lessa.

Para que o processo chegue até o Senado Federal, dois terços da Câmara dos Deputados precisa votar a favor do impeachment nesse domingo. Dos 513 deputados, 342 precisam votar "sim". Do contrário, o processo é arquivado.