Ciro Gomes (PDT) é conhecido pelo seu temperamento explosivo durante suas falas públicas ou até embates com alguns eleitores. É comum ouvirmos da boca de Ciro palavrões e/ou definições, no mínimo, fortes quando se trata de Michel Temer e #Eduardo Cunha. Em evento realizado no curso de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), na última quinta-feira (28), Ciro abriu o verbo e definiu o vice-presidente como um "salafrário" e "conspirador filho da puta".

O candidato a presidência da República pelo PDT discursava sobre a atual situação política e econômica do Brasil, e como será um eventual governo de #Michel Temer.

Publicidade
Publicidade

Foi nesse momento que Ciro subiu o tom nas críticas e arrancou aplausos dos alunos que acompanhavam sua explanação.

Assista

O ex-ministro do Governo Lula também lembrou que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo na linha sucessorial se Dilma cair, e ele não for preso, deverá assumir a presidência da República em julho, quando o presidente do Brasil, supondo que será Michel Temer interinamente, viajará para acompanhar a Assembleia Geral da ONU nos Estados Unidos.

Ciro, que tenta se eleger presidente no pleito de 2018, vem tentando nos últimos tempos ser mais comedido em suas palavras, por isso, após as duras críticas, pediu desculpas aos presentes porque "o povo detesta que o seu presidente seja como o povo é".

Eduardo Cunha

O presidente da Câmara do Deputados é um dos alvos preferido de Ciro Gomes.

Publicidade

O ex-governador do Ceará constantemente chama Eduardo Cunha de "ladrão" e "quadrilheiro" em suas palestras ou entrevistas. 

Em uma entrevista a um programa de TV no Ceará, ainda quando era Secretário de Saúde do Estado no governo de seu irmão, Cid Gomes, Ciro alertou sobre um possível impeachment, ainda em 2014, e tratou Eduardo Cunha como "entre mil picaretas, esse cara deve ser o picareta mór". 

Assista a entrevista

Ciro afirmou, há época, conhecer o histórico de roubalheiras de Eduardo Cunha, onde citou toda sua trajetória política e os escândalos em que o presidente da Câmara estaria envolvido. #Dentro da política