Em menos de dez dias de governo, o presidente interino do Brasil, #Michel Temer (PMDB), já teve de se explicar para a população. O presidente assumiu o erro ao nomear Romero Jucá (PMDB), para assumir o ministério. Em um vídeo divulgado pelo portal de notícias UOL na manhã desta terça-feira, Michel Temer fala sobre os erros já cometidos pelo seu governo.

Jucá foi nomeado ministro sendo investigado 

Romero Jucá já havia sido apontado em delações premiadas da Lava-Jato e era um dos investigados da operação que foram nomeados por Temer. Ao todo, sete ministros nomeados pelo recém-governo de Temer são investigados da Lava-Jato.

Publicidade
Publicidade

Romero Jucá, ex-ministro do governo Temer, foi o primeiro a cair. Sua exoneração já foi publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (24).

A coluna Estadão acaba de divulgar uma encomenda milionária feita pelo ex-ministro, Romero Jucá. Segundo o jornal, Jucá pagou meio milhão de reais em móveis planejados italianos. Os móveis são para a sua casa em Boa Vista e são somente para o closet e uma cozinha gourmet que o ex-ministro tem em sua casa no seu reduto político.

Luxo, poder e glamour

Os preços exorbitantes pagos em móveis que configuram luxo e gasto de dinheiro são de desconfiança para a população brasileira. É difícil de imaginar como um parlamentar com um salário de 33,7 mil reais pode comprar meio milhão de reais em móveis, sendo estes apenas para uma pequena parte de sua casa (um closet e uma cozinha). 

Segundo as declarações fiscais do senador, além de seus vencimentos, o parlamentar conta com a ajuda financeira do filho.

Publicidade

A sua assessoria divulgou que os móveis foram pagos pelo seu filho. Jucá e sua irmã são sócios de doze empresas no Brasil e em 2010 o patrimônio declarado pelo senador do PMDB foi de 607 mil reais.

Essa declaração levanta mais uma suspeita sobre Jucá: "Como pode alguém há cinco anos atrás ter declarado um patrimônio total de 600 mil reais, ter uma casa cinco anos mais tarde com um closet e uma cozinha de mais de 500 mil reais?". Essa foi uma das perguntas que alguns dos internautas fizeram assim que a matéria foi divulgada pelos veículos de comunicação. #Corrupção #Crise no Brasil