#Eduardo Cunha, presidente afastado da Câmara pelo STF, deu uma entrevista, nesta quinta-feira (05), comentando o caso. Cunha disse que essa decisão do Supremo foi uma retaliação ao seu trabalho no processo de #Impeachment para o afastamento da presidente #Dilma Rousseff. Segundo Cunha, ele está vivendo uma perseguição política do PT que quer outros políticos junto com eles no "banco dos réus". O peemedebista falou que essa decisão já era esperada, mas declara que é bem nítida a intervenção do Judiciário no Legislativo. O voto do ministro do Supremo, Teori, não é previsto na Constituição para o afastamento do presidente da Câmara, disse Cunha.

Publicidade
Publicidade

O presidente afastado da Câmara afirmou que respeita e cumprirá a decisão, mas continuará a "estranhar" e contestar. De acordo com Cunha, é "estranho" uma decisão ter caráter de urgência, mas ser julgada apenas seis meses depois de ajuizada, além de ser apreciada na madrugada e ter seu julgamento no mesmo dia. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi quem conduziu a proposta desta ação. Janot e Cunha, em vários episódios, já tiveram conflitos e desavenças. 

Rebatendo Dilma

A presidente Dilma Rousseff, quando soube da decisão do Supremo, disse que a suspensão de Eduardo Cunha aconteceu "antes tarde do que nunca". O peemedebista ficou indignado com a declaração da presidente petista e revelou que um dos seus maiores desejos é que chegue logo quarta-feira que vem para que o Brasil possa se livrar da era PT, com o afastamento da presidente Dilma e o julgamento pelos crimes de responsabilidade cometidos em sua gestão.

Publicidade

Cunha ainda falou que o Partido dos Trabalhadores fez muito mal ao país e isto um dia iria terminar.

Dilma

Dilma Rousseff lamentou que Cunha tenha sido o líder responsável pelo seu processo de impeachment. A presidente ficou sabendo da decisão do Supremo, quando estava em Brasília. Ela comentou que se não fosse Cunha, as coisas não teriam ocorrido dessa forma na votação do impeachment. Ele conduziu o plenário "com a maior cara de pau" disse a presidente.