Mais um problema à vista para o governo interno de Michel Temer (PMDB), em exercício no Palácio do Jaburu (Brasília), há menos de vinte dias. Nesta segunda-feira, 30 de maio, deputados europeus, de diferentes nacionalidades, entraram com pedido oficial para que a UE (#União Europeia), que representa politicamente os estados da Europa membros do grupo, suspenda as negociações com o Mercosul, grupo econômico dos países sul-americanos.

O grupo de deputados europeus, que fez a solicitação para a UE, alega que o #Mercosul tem como membro um país, no caso, o Brasil, que atualmente está com um governo que “carece de legitimidade” perante a opinião pública, brasileira, e também internacional.

Publicidade
Publicidade

Os políticos fazem referência ao processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, que, para os mesmos, até então não apresentou legitimidade constitucional para estar em execução.

Ao todo, 34 deputados assinaram o documento que foi enviado para a cúpula de lideranças da União Europeia. Uma resposta oficial do grupo deve ser anunciada nos próximos dias. #Crise no Brasil