Exaltado, com tom elevado e mostrando certa irritação, o presidente interino da República #Michel Temer voltou a se manifestar nesta terça-feira, 24. Ele fez questão de se defender e negou que seja um "coitadinho", lembrando que lidava com "bandidos" quando exercia o cargo de Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Em determinado momento de sua fala, ele chegou a dar um tapa na mesa.

"Eu tenho ouvido por aí que 'Temer é coitadinho', que 'Temer não sabe governar', que 'Temer é frágil'. Mas isso é apenas conversa! Eu fui secretário de Segurança Pública de São Paulo e costumava lidar com bandidos. Então sei muito bem o que fazer no #Governo", disparou o antigo vice da chapa de Dilma Rousseff.

Publicidade
Publicidade

Temer também rebateu as acusações que tem sofrido da oposição, que alega que o governo tem recuado e voltado atrás em algumas posições. O Ministério da Cultura, por exemplo, foi extinto em um primeiro momento, mas recriado após uma onda de pressões da classe artística. Temer disse que quando o seu governo errar, vai corrigir.

"A nossa equipe não tem que ter compromissos com os erros. Quando acontecer algum tipo de equívoco, teremos que rever o nosso posicionamento. Se fizer o erro, vou consertar", argumentou.