Como já era esperado pelos analistas políticos, nesta sexta-feira, 20, o ministro da Secretária de #Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB da Bahia), comunicou a jornalistas em Brasília que estão suspensas novas contratações para o programa de assistência habitacional popular do Governo Federal, “Minha Casa Minha Vida”, criado pelo governo do PT, em 2003, durante o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e mantido durante a gestão, da agora presidente afastada, Dilma Rousseff.

Segundo Geddel Vieira Lima, a suspensão será mantida até que o presidente interino #Michel Temer (PMDB) analise a situação atual da gestão do programa.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com Vieira Lima, o objetivo do novo governo é aprimorar o “MCMV”, e não exterminá-lo, como o Partido dos Trabalhadores, agora do lado da oposição, vem pregando, de forma ainda mais incisiva, desde que Dilma Rousseff foi afastada do comando do Palácio do Planalto, em Brasília.

Em entrevista a imprensa, o ministro da Secretária de Governo garantiu que, independentemente da suspensão do programa, os novos empreendimentos que já estão prontos serão entregues aos seus respectivos beneficiados. #Crise-de-governo