O presidente interino, #Michel Temer (PMDB), terá grandes desafios pela frente. Muitos países do continente americano estão adotando um tipo de silêncio, diante de todos os acontecimentos que o Brasil está vivendo em seu cenário político. Alguns países, como por exemplo: Venezuela, Cuba, Nicarágua, Bolívia, Equador e El Salvador criticam a situação brasileira e afirmam que um "golpe de Estado" está em evidência no país. Outros países, como os Estados Unidos, Colômbia, Uruguai e Chile estão em silêncio, aguardando o desfecho da crise. Até agora, Temer não recebeu nenhum telefonema da Casa Branca para dar as boas vindas ao seu #Governo. Apenas a Argentina expressou um respeito pelo novo governo brasileiro, lembrando que Argentina e Brasil são grandes parceiros comerciais.

Publicidade
Publicidade

Diante desses fatos, entrou em cena o Ministro das Relações Exteriores de Michel Temer, José Serra. O novo ministro elevou o tom e começou a rebater duramente as críticas contra o governo Temer. Serra atacou governos da Venezuela, Cuba e outros de propagarem "falsidades". O ministro reprovou "argumentos equivocados" da UNASUL (União das Nações Sul-Americanas) infundados pelo secretário-geral. José Serra tem usado termos fortes que nunca foram descritos na história do Itamaraty. 

Obama

Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, optou por manter silêncio e não apoiar nenhum dos lados. Por se tratar de uma questão interna, os #EUA preferem não se posicionar, mas acreditam na força que o Brasil tem para superar essas dificuldades. Segundo John Kirby, colega do porta-voz americano Josh Earnest, os EUA estão observando a situação do Brasil da maneira mais próxima possível e confirmou a relação bilateral que existe entre os dois países.

Publicidade

Macri

O presidente da Argentina, Maurício Macri, tem demonstrado apoio a Michel Temer. O governo da Argentina não considera que o processo de afastamento de Dilma Rousseff tenha sido ilegal e inconstitucional, pois as instituições seguiram todas as formalidades, afirmou a chanceler Susana Malcorra em uma entrevista.