Jean Wyllys, deputado federal (PSOL-RJ), foi pego em uma situação inusitada, num aeroporto do estado do Rio de Janeiro. Um rapaz pediu para o deputado um pequeno momento para a gravação de um vídeo, que, aparentemente, seria uma mensagem de apoio ao deputado. Mas, no final da gravação, o rapaz demonstra apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro, falando firmemente que em 2018 é Bolsonaro presidente. Wyllys levou a situação como uma brincadeira. Veja o vídeo:

 

Jair Bolsonaro e Jean Wyllys são rivais na política e discordam de vários projetos. Na votação do impeachment para o afastamento da presidente Dilma Rousseff, os dois parlamentares trocaram farpas e Wyllys chegou a dar uma cusparada em Bolsonaro, depois que Bolsonaro, segundo Jean, o havia insultado e tentado agarrar o seu braço.

Publicidade
Publicidade

De acordo com Bolsonaro, essa atitude do deputado  é gravíssima e um processo poderá ser aberto diante dessa estupidez. Uma cusparada foge totalmente da normalidade, comentou Bolsonaro e isso não pode ficar assim. O deputado Jean Wyllys acusa Bolsonaro de homofobia e esse entrave entre os dois já acontece há um bom tempo.

Heterofobia

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) também criticou o seu companheiro de trabalho, o deputado Jean wyllys, de discriminá-lo. Em um vídeo gravado por Bolsonaro, eles estão em um avião e Bolsonaro avisa Wyllys que se sentará ao seu lado. Wyllys rapidamente levanta e senta em outro lugar. Bolsonaro reage dizendo que isso foi uma discriminação de Wyllys e que se fosse o contrário, ele poderia ser processado e ir preso, além da perda do seu mandato. O deputado Bolsonaro reclamou dizendo que Jean Wyllys tinha heterofobia por agir desta forma.

Publicidade

Jair é conhecido por suas posições totalmente contrárias ao homossexualismo, ele defende a família, onde a criança tem que ter um pai e uma mãe e não dois pais ou duas mães. Ele é o extremo oposto do seu colega político Jean Wyllys. Essa "guerra" entre os dois ainda vai longe. Jean é a favor da presidente Dilma, inclusive votou contra o seu impeachment, já Bolsonaro é contra a presidente e votou a favor do  seu afastamento. #Câmara dos Deputados #Dentro da política