O Senado Federal vai votar sobre a cassação de Delcídio do Amaral (ex-PT do Mato Grosso do Sul e atualmente sem partido) no dia de hoje, terça-feira, 10 de maio. Após muita burocracia, o caso foi acelerado, sobretudo, depois que o presidente da Casa Renan Calheiros (PMDB-AL) ameaçou não realizar a votação do pedido de #Impeachment da presidente da República #Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores) nesta quarta-feira, dia 11.

O processo de cassação de Delcídio do Amaral vinha passando por inúmeros adiamentos na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), o que irritou bastante o presidente do Senado Renan Calheiros. Após a ameaça do peemedebista citada acima, a votação do caso Delcídio foi marcada para ser realizada a partir das 17 horas desta terça, no plenário do Senado Federal.

Publicidade
Publicidade

Senadores da oposição, liderados pelos partidos PSDB e Democratas, juntamente com senadores do PMDB, que são os mais interessados na definição do afastamento da presidente Dilma Rousseff, se articularam imediatamente após a ameaça de Calheiros e conseguiram, por meio de um requerimento de urgência, enviar o caso Delcídio para o comando do presidente da Casa, que marcou, sem amarras, a votação para o dia de hoje. #Crise-de-governo