Vários políticos estão envolvidos nas investigações das operações da #Lava Jato, que tiveram início há dois anos. A senadora Gleisi Hoffmann (PT) já era apontada como um dos políticos que tinha o nome envolvido nos esquemas de propinas pagas pelos contratos da Lava Jato.

PGR denuncia senadora por corrupção e lavagem de dinheiro

Na primeira semana de maio, o Procurador Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, encaminhou denúncia contra a senadora e seu marido, Paulo Bernardo, por #Corrupção e lavagem de dinheiro.

Paulo Bernardo foi ministro do planejamento e comunicações, durante o governo do PT. As acusações contra a senadora foram encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal (STF), uma vez que Gleisi está em exercício de seu mandato e possui foro privilegiado.

Publicidade
Publicidade

O STF é que deverá decidir se aceita ou recusa a denúncia contra a senadora Gleisi. 

STF pode acatar a denúncia da PGR contra a senadora Gleisi Hofmann

Na denúncia apresentada por Janot, há também o nome de um empresário, que é considerado amigo do casal. Ernesto Kugler também será indiciado pela PGR nos esquemas de propinas que foram pagas através de contratos feitos pela estatal Petrobras e empreiteiras em todo o país.

As investigações revelam atos ilícitos cometidos por Gleisi, seu marido e o amigo do casal, que beneficiaram sua campanha eleitoral para senadora em 2010. Se aceitas as denúncias, Gleisi Hoffmann (PT) poderá ser afastada de seu cargo. Se concluída a investigação e Gleisi for condenada, a política se tornará inelegível por oito anos, conforme legislação eleitoral brasileira.

Publicidade

Após a aprovação do STF, os três serão considerados réus pela Justiça penal e responderão criminalmente pelos atos ilícitos praticados. Segundo Rodrigo Janot, as investigações da Lava Jato garantiram documentos suficientes que mostram o envolvimento dos três nas operações de desvio de dinheiro da estatal petrolífera.

Gleisi Hoffmann é defensora do governo de Dilma Rousseff e tenta, de todas as formas, barrar o processo de impeachment da presidente no Senado. Durante as sessões do impeachment no Senado, a senadora defende a permanência de Dilma e diz que o afastamento da presidente é um golpe à sociedade brasileira. Sociedade que revelou, em recente pesquisa realizada pela Paraná Pesquisas, que mais de 75% da população o reprova o governo de Dilma. #Dilma Rousseff