Ao que parece, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) já dá como certo o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT). Tanto é, que seus assessores pessoais já participam de reuniões estratégicas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Segundo matéria do UOL, o encontro com o Comitê Organizador, governo e prefeitura foi realizado ainda no mês passado. Os jogos serão realizados em agosto, e caso Dilma seja mesmo afastada, o presidente interino durante as disputas seria Temer.

O curioso, segundo o colunista Daniel Brito, é que estiveram na mesma mesa representantes da petista e do peemedebista. O problema disso tudo é que ambos os grupos falavam como “chefes de estado”.

Publicidade
Publicidade

Esse pequeno fato resume bem a situação política constrangedora que o Brasil vem passando.

Segundo as informações passadas pelo colunista, no mês passado, foi a primeira vez que representantes de um eventual governo Temer estiveram em um encontro com o Comitê Organizador, até então, apenas os assessores de Dilma apareciam nas reuniões. O clima de constrangimento por parte dos organizadores era evidente, segundo o colunista, pois, querendo ou não, a presidente ainda é Dilma Rousseff, porém, a possibilidade de a época dos jogos não ser mais cresce. O objetivo de Temer era o de que seus assessores pudessem passar as diretrizes de um eventual governo e receber todas as informações por parte do Comitê Organizador.

Bastidores da tocha

Apesar do vice-presidente já querer tomar a frente da organização dos jogos, durante a chegada da tocha olímpica no Brasil, na terça-feira (3), nenhum de seus assessores estiveram na cerimônia realizada no Palácio do Planalto – muito menos Temer.

Publicidade

Além de não marcar presença, nem o nome do vice Michel Temer foi lembrado.

 Abertura dos jogos

Outro ponto curioso dessa incerteza política em que vive o Brasil se dá por causa da abertura dos Jogos Olímpicos no dia 5 de agosto. São esperados cerca de 80 chefes de estados das diversas nações que estarão presentes nos jogos. Os representantes ficarão reunidos no Palácio das Laranjeiras e serão levados para o Maracanã, onde será a abertura, porém, o mandatário do pais sede ainda é uma incógnita para o Comitê Organizador. #Rio2016