Alguns trechos do depoimento do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, um dos principais personagens da Operação #Lava Jato, estão sendo divulgados pela Polícia Federal. Em seu mais recente depoimento, ele disse que foi “sacaneado” e “jogado no fogo” pela presidente afastada, #Dilma Rousseff.

Cerveró em nenhum momento escondeu o sentimento de mágoa, que sente pela presidente petista.

Em dois momentos de seu depoimento, ele reclamou e contrariou a versão apresentada por Dilma sobre a compra da refinaria de Pasadena nos Estados Unidos. Dilma, que na época comandava o Conselho de Administração da Petrobras, afirmou que somente aprovou a compra da refinaria em Pasadena porque confiou no resumo executivo apresentado por Nestor Cerveró.

Publicidade
Publicidade

Cerveró afirmou que Dilma fugiu de suas responsabilidades

Nestor Cerveró afirmou que Dilma Rousseff, quando comandava o Conselho de Administração da Petrobras, fugiu das responsabilidades inerentes ao cargo que ocupava na aquisição da refinaria de Pasadena e por esse motivo, a Petrobras se afundou em dívidas e alcançou um prejuízo milionário.

Cerveró disse também que o ex-senador Delcídio do Amaral havia prometido a ele que Dilma faria esforços para tirá-lo da prisão. Cerveró disse que desconfiou da promessa e que ficou “cabreiro” sobre a real interferência de Dilma para tirá-lo da prisão, pois se assim fosse, ela não tinha o “sacaneado” quando ambos trabalhavam na Petrobras.

"Dilma me jogou no fogo", afirmou Cerveró

Cerveró afirmou que Dilma Rousseff o jogou no “fogo” no que diz respeito a compra da refinaria de Pasadena.

Publicidade

O jogou no fogo, pois a presidente negou que sabia de todos os detalhes da aquisição da refinaria de Pasadena e jogou toda a culpa do fracasso do negócio em suas costas.

Cerveró disse que era necessário “arrumar um Cristo” porque Dilma seria candidata a presidência. Então Dilma preferiu jogar quinze anos de trabalho fora e acabar com a amizade, que ele achava que existia.

Cerveró disse que o estatuto da Petrobras não permite que seja feito aquisição de ativos sem que haja uma análise do Conselho de Administração. Ele fechou seu depoimento dizendo que Dilma sabia de tudo e se esquivou da responsabilidade.

Dilma é maluca em dizer que não sabia de nada

Em outro ponto de seu depoimento, Cerveró disse que Dilma é maluca em dizer que não sabia de nada sobre a cobrança de propinas de políticos do PT sobre diretores da Petrobras.

Disse que é impossível Dilma na saber de nada, e que acredita que não foi indicado e sim “recompensado” ao ser colocado no comando da Diretoria Internacional da Petrobras, pois anteriormente, ela havia conseguido um empréstimo milionário junto a Schahin Engenharia para quitar dívidas do PT.

Publicidade

Assessoria de Dilma rebateu informações

Em nota enviada a imprensa, a assessoria de Dilma afirmou que a compra de 50% dos ativos da refinaria de Pasadena aceita pelo Conselho de Administração da Petrobras realmente foram baseadas em relatório apresentado pelo executivo e que a responsabilidade dessas informações realmente eram do diretor da Área Internacional. #Corrupção