A Comissão Especial do #Impeachment do Senado começa a ouvir as testemunhas de acusação nesta quarta-feira (8). Hoje também serão ouvidas três testemunhas indicadas por senadores que apoiam o impeachment: Adriano Pereira de Paula, Otávio de Medeiros e Rogério Jesus Alves de Oliveira, da Secretaria do Tesouro Nacional.

O presidente do Supremo não fará mudanças de última hora, e já decidiu sobre os pontos de impasse. A reunião de hoje começa com as decisões do Supremo valendo. O senador Aloysio Nunes (PSDB) solicitou que a quantidade de testemunhas da defesa fosse limitada a 16 pessoas, porém o pedido foi recusado, e Dilma terá direito a ter até 48 testemunhas.

Publicidade
Publicidade

Regras da Comissão 

De acordo com as regras publicadas na segunda-feira (6) pela comissão, as perguntas serão realizadas na seguinte ordem: relator, senadores inscritos, denunciantes e por último a defesa. Estão presentes na comissão José Eduardo Cardoso, que fará a defesa de Dilma, e Janaina Paschoal, da parte dos denunciantes.

Cada inquiridor poderá fazer perguntas as testemunhas por até três minutos sobre o assunto para o qual foram chamados para depor. As testemunhas de hoje terão até dois minutos para responderem as perguntas.

Segundo as regras, havendo necessidade, poderá ser realizada a réplica para esclarecimento da resposta que a testemunha deu ao autor da pergunta, que terá dois minutos, sem direito a fazer nova pergunta durante a fala. Também foi decidido que não poderá haver inscrição para uso da palavra na qualidade de líder.

Publicidade

As regras foram definidas pelo relator e o presidente da comissão, porém devem ser submetidas a todos que fazem parte do colegiado.

Cronograma

Até o dia 17 de junho devem ser realizadas as oitivas, porém essa data poderá ser estendida se houver necessidade, de acordo com o que declarou o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG).

A previsão é que o julgamento final do Senado, que decidirá se Dilma perderá definitivamente o cargo de presidente da República, ocorra até o final do mês de agosto.