O deputado André Fufuca (PP-MA) pagou R$ 92 mil entre os meses de abril de 2015 e março de 2016 a empresa Popsicle Digital, que tem ligação com a filha de Eduardo Cunha, Danielle Cunha, por serviços prestados. Até aí tudo bem, o curioso é a relação "paternal" que existe entre Fufuca e Cunha. O deputado do PP foi "acusado" pelo deputado Júlio Delgado (PSB-MG), durante discussão na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados, de chamar #Eduardo Cunha de "papi" pelos corredores da Câmara.

A filha de Eduardo Cunha trabalha como publicitária e conselheira na Popsicle em ações esporádicas. Os pagamentos partiram diretamente do gabinete do deputado Fufuca e foram confirmados pela sua assessoria de imprensa.

Publicidade
Publicidade

O primeiro, no valor de R$ 9,2 mil, que seria posteriormente pago de forma mensal a empresa, foi em abril de 2015, apenas dois meses depois de Eduardo Cunha se eleger presidente da #Câmara dos Deputados.

Todas as informações referente aos pagamentos e serviços prestados pela empresa encontram-se no site da Câmara dos Deputados. Segundo a nota fiscal, a Popsicle foi contratada pelo gabinete de Fufuca para prestar serviços de assessoria de imprensa e gerenciamento de redes sociais.

Conselho de Ética 

A admiração de Fufuca por Eduardo Cunha já pôde ser notada durante uma de suas falas no Conselho de Ética, quando o deputado do PP compara o peemedebista ao mártir Tiradentes. 

Por falar em Conselho de Ética, Eduardo Cunha, em mais uma de suas manobras, conseguiu tirar um voto contrário a ele e colocar André Fufuca como membro titular do Conselho depois da volta do recesso parlamentar, garantindo assim um voto favorável.  #Dentro da política