Devido às investigações e pedidos de prisão de membros do PMDB, o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva está se aproveitando da crise do partido interino de #Michel Temer, para se aproximar do presidente do senado Renan Calheiros (PMDB-AL). Na última terça-feira (7), segundo o jornal "Folha de S.Paulo", Lula ligou para Renan demonstrando solidariedade com o pedido de prisão encaminhado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Lula ainda pediu para marcar um encontro com Renan para conversarem. 

O interesse do ex-presidente é tentar buscar meios de conseguir novas eleições, e mostrar para a população que o governo de Temer está enfraquecido para encarar a crise que atinge o Brasil.

Publicidade
Publicidade

Se aproximar de Renan Calheiros é uma forma de Lula buscar apoio para novas eleições, sendo uma alternativa do PT para voltar ao poder e Dilma ter de volta os privilégios adquiridos, que agora estão sendo cortados pelo governos do interino Temer. 

Cortes 

Michel Temer cortou cartões de crédito, seguranças, secretárias e aviões da FAB da presidente afastada #Dilma Rousseff. Agora, o clipping diário de notícias da presidente também foi suspenso. Dilma ficou sabendo do corte de mídia através da revista "Veja", na sessão da coluna "Radar". O acontecimento a deixou muito irritada, conforme afirmam interlocutores próximos à presidente.

José Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justiça e ex-advogado Geral da União disse que esses cortes são "mesquinhos" e são uma forma de "criar obstáculos para a atuação da presidente".

Dilma estaria indignada com esses cortes, e acredita que tentam fazer do Palácio uma "prisão dourada". Há informações de que a energia elétrica do Palácio caiu seis vezes na última semana.

Publicidade

Entretanto, segundo assessores, em torno da Alvorada tudo estava normal .

Gastos

Os gastos da equipe de Dilma com viagens e hospedagem era bancado com dinheiro público, porém, com as mudanças de governo, os assessores de Dilma pagaram do próprio bolso a passagem e as diárias do hotel, em uma viagem a Belo Horizonte. Em um encontro nesta quinta-feira (9), Dilma tentou ir para Campinas em voo comercial, porém, não havia passagens disponíveis, então o PT arcou com a despesa fretando um avião, o que não era comum quando Dilma estava no poder. Apenas na próxima sexta-feira é que a presidente estará autorizada para utilizar um avião da FAB que fará a rota de São Paulo para Porto Alegre. 

Além disso, foi divulgado o valor gasto no último mês em despesas da Alvorada, o que deixou a presidente ainda mais irritada, pois ela justifica que o valor de R$ 62 mil não foi direcionado apenas para ela.