O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está sendo denunciado pela Procuradoria Geral da República, depois que o senador cassado, Delcídio do Amaral, acusou o petista de querer pagar por seu silêncio e assim evitar que fosse feita a delação premiada de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras.

Rodrigo Janot já solicitou ao ministro Teori Zavascki para que, agora, a denúncia contra #Lula e também contra o próprio Delcídio seja enviada ao juiz Sérgio Moro. Delcídio, quando tinha foro privilegiado, acabou evitando que a investigação avançasse, mas agora que foi cassado, já não conta com este benefício e poderá ir parar nas mãos de Moro, até porque este caso já vinha sendo apreciado antes mesmo de Janot formular sua solicitação.

Publicidade
Publicidade

Porém, não há uma data limite para que Teori Zavascki dê a decisão final.

A denúncia contra Lula é em relação a uma investigação que já vem sendo feita para saber se realmente ele tentou evitar a delação premiada de Cerveró. Delcídio foi quem apontou o petista como o principal mandante do pagamento de uma suposta "mesada" para o ex-presidente da Petrobras, para que ele ficasse calado em relação ao esquema de superfaturamento na compra de sondas para a companhia.

Inclusive, foi esta tentativa de compra do silêncio de Nestor Cerveró que acabou resultando na prisão de Delcídio e posteriormente em sua cassação. Outros que acabaram sendo presos por estarem envolvidos neste esquema foram o advogado Edson Ribeiro, André Esteves e também Diogo Ferreira.

A Procuradoria informou o Supremo Tribunal Federal que o ex-presidente Lula teria impedido ou tentado dificultar as investigações da polícia federal, sendo o principal nome envolvido nesta busca de impedir a delação premiada de Cerveró.

Publicidade

Já é a segunda vez que Janot encaminha ao STF um pedido para que as investigações contra Lula sejam feitas pela justiça do Paraná, ou seja, que o petista fique nas mãos de Sérgio Moro.

Além desta denúncia contra Lula, o ex-presidente também é alvo de uma investigação que vem apurando se ele estava envolvido na "#Lava Jato", só que estes processos continuam parados no STF. Dilma entrou com uma representação solicitando que fosse anulada a decisão do juiz Sérgio Moro que chegou a divulgar os grampos telefônicos das conversas entre a presidente afastada e Lula.

Lula divulgou uma nota afirmando que todas as revelações feitas por Delcídio do Amaral são falsas e que jamais teria conversado com o ex-senador a respeito de tentar impedir que Cerveró optasse pela delação premiada. #Corrupção