A cultura do ódio e da provocação entre manifestantes e políticos parece não ter fim e, na manhã dessa terça-feira (21), o senador José Aníbal (#PSDB-SP) foi alvo de um manifestante quando chegava a um aeroporto na capital federal, Brasília.

Toda a cena foi registrada pela filmadora do celular do agressor e amplamente divulgado nas redes sociais por simpatizantes do PT.

O manifestante, que não teve seu nome divulgado, se aproximou do senador que caminhava tranquilamente com uma mulher e foi hostilizado. O mesmo começou a gritar e a chamar o senador de “golpista”, “ladrão” e “traidor da democracia”.

José Aníbal tentou resistir, mas logo perdeu a paciência e partiu para cima do manifestante o agredindo com um jornal.

Publicidade
Publicidade

A mulher tentou puxar o senador tucano, que virou as costas para o manifestante e continuou caminhando, porém, quando ele gritou que “ladrão é sua família”, José Aníbal perdeu as estribeiras e voltou para agredi-lo 

A gravação foi encerrada nesse momento e interrompida com a aproximação do senador.

José Aníbal disse que chutou a mala do manifestante que estava no chão

Após o ocorrido, o senador, que também ocupa a presidência do Instituto Teotônio Vilela, quebrou o silêncio e concedeu uma entrevista à reportagem do jornal Estadão.

Na entrevista, o senador disse que é preciso dar uma “trava” nesse pessoal que só tem disposição para provocar e hostilizar. O senador disse que tentou se controlar e que só reagiu e partiu para cima do manifestante, porque foi chamado de ladrão.

“Eu fui para cima dele mesmo e dei um chute na mala dele que estava no chão”, declarou o político.

Publicidade

Paulinho da Força também foi hostilizado, no último domingo

No último domingo, outro político foi vítima de hostilidades. O deputado federal Paulo Pereira da Silva, o “Paulinho da Força”, foi hostilizado dentro de um avião por um grupo de manifestantes que fizeram um coro o chamando de “Golpista e Fascista”.

Confira o vídeo na íntegra da hostilidade feita ao senador José Aníbal na manhã dessa terça-feira:

#Manifestação #Violência