Luis Cláudio #Lula da Silva é investigado pela Policia Federal por participar de um negócio bilionário que resultou na compra de 36 caças supersônicos suecos. O aviões, do modelo Gripen, foram adquiridos pelo governo federal em 2014.

Este foi um dos negócios realizados e mal explicados pelo governo Dilma. O valor estimado da transação é de US$ 5,4 bilhões e suspeita-se da participação efetiva do prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, em parceria com o filho caçula do ex-presidente Lula.

O superfaturamento do negócio pode ter alcançado os US$ 9 milhões e vem sendo investigado há algum tempo.

Ações da Polícia Federal

Consta que na última semana do mês de maio, agentes da operação Zelotes, um dos braços da #Lava Jato, tiveram acesso à quebra do sigilo bancário de Luis Claudio e ficaram convencidos de que o filho caçula de Lula recebeu propina por meio da LFT Marketing Esportivo.

Publicidade
Publicidade

A empresa era investigada por movimentar R$ 4,6 milhões irregularmente. Por meio de documentos bancários, a polícia federal colheu provas efetivas de que a LFT movimentou na verdade cerca de R$ 10 milhões em nome dos lobistas Cristina Mautoni e Mauro Marcondes. Acredita-se que todos agiram com o respaldo de Luiz Marinho.

Valores rastreados

O dinheiro recebido por Luiz Claudio será rastreado nos próximos dias. O Ministério Público do Distrito Federal investiga o caso. O mesmo inquérito havia sido aberto em 2015, mas foi arquivado em outubro do mesmo ano por falta de provas.

Apesar disso, foi reaberto em fevereiro de 2016 depois de uma devassa feita pela operação Zelotes no escritório dos lobistas presos, trazendo à tona os R$10 milhões encontrados nas contas do filho de Lula.

O Procurador Anselmo Cordeiro Lopes avalia que a influência exercida na compra dos caças envolve agentes e ex-agentes públicos.

Publicidade

As investigações apontam que a escolha dos caças suecos não atendeu apenas aos critérios técnicos, mas também à influência oculta por parte do prefeito de São Bernardo. Um dos procuradores da Zelotes afirmou ter provas do esquema de propinas.

A operação Zelotes apreendeu e-mails de um executivo da Saab (representante da Gripen) pedindo a ajuda de Marcondes no agendamento de uma reunião com o ex-presidente Lula. Como a empresa abriu um escritório em São Bernardo, o procurador questionou o fato de Luiz Marinho ter tido tanta influência na compra dos aviões, pois não tem conhecimento técnico para opinar sobre o assunto.  #Corrupção