O ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva tem mantido, em seus discursos, uma leve "calmaria". Já não demonstra tanta ambição política e diz que já está com idade para "se aposentar". Há alguns meses, Lula se colocou à disposição dos seus simpatizantes, dizendo que está pronto para ser candidato nas eleições de 2018, se oferecendo como político. Agora, de repente, mudou o discurso dizendo que ainda é cedo para pensar em 2018, pois tem muita gente boa e nova por aí. Essa mudança drástica no comportamento de Lula pode ter uma explicação: o avanço da Lava Jato e o perigo que ele está correndo, caso as investigações provem fatos contra ele.

Uma coisa é certa, Lula pode estar com medo do futuro, mas ele continua firme em ser oposição ao governo Temer.

Publicidade
Publicidade

O ex-presidente quer que as pessoas o vejam como um político líder e não como uma imagem de derrota, como aconteceu no dia em que Dilma deixou o Palácio do Planalto, sendo afastada por 180 dias por decisão do Senado. Lula estava lá, do lado dela, muito cabisbaixo e triste.

Estratégia

Raul Cortez, cientista político, comentou que essa postura adotada por Lula, de evitar ser protagonista e ficar meio que escondido, é uma estratégia que ele está usando para minimizar a sua derrota política e sair dos holofotes da Justiça, sem ser percebido. De acordo com Cortez, as investigações da #Lava Jato estão causando esse perfil discreto ao Lula, com discursos mais cautelosos. Ainda não se sabe qual é o âmbito dos processos que correm contra Lula, mas o grande medo de ficar inelegível perturba o ex-presidente.

Publicidade

Lava Jato

A Operação Lava Jato seria uma barreira para impedir a candidatura de Lula para as eleições de 2018. Isso, claro, se forem confirmados os esquemas de #Corrupção que envolvem a Petrobras, reformas no seu sítio de Atibaia, com dinheiro público e lavagem de dinheiro. Lula chegou a confrontar os agentes da Polícia Federal dizendo que vão ter que ter coragem para deixarem ele inelegível.

Com o afastamento da presidente Dilma Rousseff, Lula perdeu um pouco as energias e sentiu-se traído por vários políticos que demonstravam estar ao seu lado.