Em um evento organizado por algumas centrais sindicais, no Rio de Janeiro, #Lula fez sua primeira manifestação pública após o afastamento de Dilma Rousseff, ocorrido em 12 de maio.

Na ocasião, Lula esbanjou críticas ao governo de #Michel Temer, acusando-o de não ter o direito de cortar os aviões oficiais da FAB para Dilma viajar, bem como o ‘almoço’ da presidente afastada. Lula disse que agora terão de comer marmitex por conta do corte.

Nota sobre o corte

Segundo divulgado na noite de terça-feira, 7, o cartão de suprimento foi reabastecido e Dilma já pode utilizá-lo. Não foi informado se houve uma redução ou limite de uso para a presidente afastada.

Publicidade
Publicidade

O Planalto divulgou que Dilma conseguiu gastar quase R$280 mil em alimentação no período de menos de seis meses. A assessoria de Dilma condenou o vazamento das informações.

Lula não desiste!

Lula também afirmou que possui uma dívida com o Brasil, mas evitou afirmar que será candidato à presidência. Embora já tenha esbravejado que será candidato, após as últimas pesquisas, o andamento da Lava Jato e a queda de Dilma, Lula tem evitado voltar a fazer tais afirmações.

Ainda assim, acusou a mídia e os ‘golpistas’, como gosta de chamar quem é a favor do impeachment, de terem medo que ele volte, por isso, diz Lula, estão divulgando inverdades a seu respeito. Também criticou Eduardo Cunha, dizendo que o governo atual foi elaborado por ele, bem como disse que os manifestantes pró-impeachment devem se envergonhar por esse fato.

Publicidade

Apesar da baixa adesão no número de pessoas a participarem do evento, Lula não perdeu a oportunidade de chamá-los para lutar pelo BNDES e demais bancos públicos, que segundo ele, não podem ser privatizados pelas elites.

Ainda quando o assunto são as supostas elites, Lula defende seu antigo governo de ser o que mais investiu no Pré-Sal e acusa as elites de nunca terem gostado da Petrobras, afirmando que provou que o ‘peão’ pode pensar melhor politicamente falando do que as mesmas eventuais elites de que ele tanto critica.

Com a aproximação do julgamento final de #Dilma Rousseff, o petista deve participar de outros protestos pelo Brasil a fim de defender a 'companheira' e repetir o conhecido mantra do 'é golpe'.