O Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, responsável pelas investigações da operação Lava Jato, pode ser alvo do novo #Impeachment que está sendo tramado no Senado Federal. O presidente do senado, Renan Calheiros, disse às lideranças dos partidos políticos que está pensando na possibilidade de acatar um pedido de impeachment contra Janot. A conversa acontece apenas um dia depois da Folha de São Paulo revelar que Rodrigo Janot enviou ao Supremo Tribunal Federal documentos que indicam uma tentativa de #Michel Temer de acabar com a operação Lava Jato. Como procurador-geral, Rodrigo Janot é o responsável por determinar quais políticos devem ser investigados por #Corrupção

De acordo com o G1, a ideia de Renan Calheiros já recebeu apoio do senador Fernando Collor.

Publicidade
Publicidade

No passado, Collor chegou a xingar o procurador geral de república durante um pronunciamento no senado. Outros senadores, entretanto, se opõem ao impeachment de Rodrigo Janot.

O pedido de impeachment partiu das advogadas Beatriz Kicis e Claudia de Faria Castro. De acordo com elas, Janot trata de maneira diferente os partidos políticos. Ao mesmo tempo em que o procurador solicita a prisão de Renan Calheiros, Romero Jucá e do ex-presidente José Sarney, todos do PMDB, mantém intocáveis os petistas Lula e Dilma Rousseff.

Procurador acredita que Michel Temer quer encerrar operação Lava Jato

Rodrigo Janot acredita que o presidente interino Michel Temer está atuando para atrapalhar as investigações da Lava Jato. A avaliação consta de um documento enviado por Janot ao Supremo Tribunal Federal, em que pedia a prisão de Renan, Jucá e José Sarney.

Publicidade

Para Janot, Michel Temer está usando suas prerrogativas de nomear seu ministério para atender aos interesses do PMDB e do PSDB. De acordo com o procurador, a distribuição dos cargos garantirá ao PMDB e ao PSDB apoio político para aprovar uma lei que proíbe a justiça de firmar acordos de delação premiadas, proíbe a execução provisória da sentença penal e altera as regras dos acordos de leniência (um tipo de delação premiada para empresas).