O sigilo da delação premiada de um dos personagens mais importantes das investigações da Operação Lava Jato, Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, terminou nessa terça-feira (14), e uma revelação surpreendente explodiu na imprensa brasileira: o nome do presidente interino Michel Temer foi citado no esquema de recebimento de propinas.

Sérgio Machado citou o nome do presidente interino por, supostamente, ter se envolvido num pedido de doação a campanha de Gabriel Chalita, quando o mesmo disputava a prefeitura da cidade de São Paulo nas eleições de 2012.

Segundo Machado, os políticos aos quais tinha contato o procuravam para conseguir doações, porém, a palavra “propina” nunca era dita, mas todos os envolvidos tinham pleno conhecimento que o dinheiro que seria “doado” seria de origem ilegal e viria de empresas que mantinham contrato com a Transpetro.

Publicidade
Publicidade

Machado afirmou que teria acertado com Temer repasse de 1,5 milhão de reais

O ex-presidente da Transpetro afirmou para os investigadores da Polícia Federal que teria acertado em um conversa com #Michel Temer um repasse de 1,5 milhão de reais. Machado disse que a doação milionária viria da empreiteira Queiroz Galvão, e seria enviada diretamente ao diretório nacional do #PMDB.

O local da negociação de Machado e Temer teria sido na Base Aérea de Brasília (DF), e teria sido realizada no ano de 2012.

Essa é a primeira vez que o nome do presidente interino aparece oficialmente no âmbito das investigações da Operação Lava Jato.

Outros 19 políticos foram citados

Além de Temer, outros 19 políticos de sete partidos (somente o PMDB tem onze nomes citados) diferentes foram acusados de envolvimento no esquema.

Publicidade

Entre os citados, destacam-se os nomes de #Aécio Neves, Renan Calheiros, José Sarney e Romero Jucá.

Sergio Machado também afirmou que sua indicação para a presidência da Transpetro veio de figuras importantes do PMDB, como o atual presidente do Senado, Renan Calheiros, Jader Barbalho, José Sarney, Edison Lobão e Romero Jucá.

Confira a lista de nomes citados por Sergio Machado:

  • Michel Temer
  • Gabriel Chalita- (PMDB-SP)
  • Renan Calheiros – (PMDB-AL)
  • José Sarney – (PMDB-AP)
  • Edison Lobão – (PMDB)
  • Jader Barbalho – (PMDB)
  • Henrique Eduardo Alves – (PMDB-RN)
  • Garibaldi Alves – (PMDB-RN)
  • Valter Alves – (PMDB-RN)
  • Valdir Raupp – (PMDB-RO)
  • Romero Jucá – (PMDB-RR)
  • Luis Sérgio - (PT-RJ)
  • Edson Santos – (PT-RJ)
  • Jorge Bittar - (PT-RJ)
  • Ideli Salvatti – (PT-SC)
  • Cândido Vaccarezza – (PT-SP)
  • José Agripino Maia – (DEM-RN)
  • Felipe Maia – (DEM-RN)
  • Jandira Feghali - (PCdoB-RJ)
  • Francisco Dornelles – (PP-RJ)
  • Heráclito Fortes – (PSB-PI)
  • Sergio Guerra* - (PSDB-PE)
  • Aécio Neves - (PSDB-MG)

*faleceu em 2014