O presidente interino, #Michel Temer, anunciou um recuo na sua decisão inicial de suspender o programa Minha Casa, Minha Vida, em resultado da pressão popular. Há especialistas e cientistas políticos que apontam que o governo de Michel Temer (PMDB) não dure mais tempo que todo o processo de impeachment de #Dilma Rousseff, que começou em dezembro de 2015. Em vinte dias de governo, Michel Temer já passou por várias polêmicas e foi alvo de inúmeros protestos em todo o país.

Em vinte dias, Michel Temer recuou duas vezes

O presidente voltou atrás em duas decisões já tomadas, em apenas vinte dias de governo. A primeira foi o retorno do Ministério da Cultura, após forte pressão da população brasileira.

Publicidade
Publicidade

Temer excluiu a pasta e recebeu duras críticas; voltou atrás e criou uma secretaria independente, mas mesmo isso não foi necessário para silenciar o clamor dos manifestantes. Além disso, o presidente só nomeou ministros homens para compor seu governo, relembrando os tempos de início de ditadura militar no país, quando o primeiro general que assumiu o poder nomeou somente homens para compor o seu quadro.

Presidente queria cortar o projeto Minha Casa, Minha Vida

Dessa vez, o presidente voltou atrás em uma decisão importante para milhões de brasileiros. Temer já havia anunciado diversos cortes em projetos sociais no país. Dentre eles, o projeto "Minha Casa, Minha Vida", que não continuaria no seu governo.

O corte de Temer foi motivo para dezenas de protestos em todo o país. Nesta quarta-feira (01), diversos manifestantes ocuparam a Av.

Publicidade

Paulista, em São Paulo, reivindicando a continuidade do programa. Durante as manifestações, foram divulgadas cenas em que um policial agride uma mulher entre os manifestantes, imobilizando-a no chão. O vídeo foi divulgado no Facebook, na página dos Jornalistas Livres.

Brasileiros continuarão a ter casa própria financiada pelo governo

São milhares de brasileiros que não possuem casas, e que sonham em ter seu imóvel próprio. Como a maioria são assalariados, e vivem com dificuldades, a chance de conquistar uma casa própria mudou e muito o cenário social no país, após a inserção do programa Minha Casa, Minha Vida.

Milhares de brasileiros puderam sair do aluguel, ter um imóvel e uma qualidade superior de vida. A não continuidade do programa afetaria a vida de outros milhões de brasileiros, que ainda não foram contemplados pelo projeto. #Crise-de-governo