Todo político, bem como qualquer pessoa pública, está sujeita a boatos, a maioria deles criados na internet. Michel Temer, como atual presidente em exercício do Brasil, não sairia ileso dessa prática, assim como Dilma e os presidentes anteriores também não foram poupados.

As notícias falsas, em especial sobre políticos, geram confusão na cabeça dos eleitores, que nunca sabem o que de fato está acontecendo. Abaixo seguem os principais boatos sobre o #Governo de Temer e que muita gente acreditou e compartilhou nas redes sociais:

1º - #Michel Temer pagará milhões por show de Anitta na abertura das Olimpíadas

Michel Temer, bem como qualquer outro presidente que estivesse no lugar do mesmo, não tem autonomia para escolher os artistas convidados para participarem da abertura das Olimpíadas.

Publicidade
Publicidade

Isso porque existe o Comitê Olímpico que é responsável pela escolha e pagamento dos convidados, conforme estabelecido em um regimento. Se um presidente toma a frente e muda essas regras, ele deixa de ser democrático e o comitê não teria utilidade.

Portanto, Temer não contratou ou pagará o show de nenhuma celebridade, mas os valores para o evento foram investidos desde que começaram os preparativos para as Olimpíadas, o que não é recente e ocorre em todas as edições da competição.

2º - Temer quer acabar com direitos trabalhistas

O ministro do trabalho do governo de Michel, almeja mudanças trabalhistas por dois motivos: adequação com a atual situação econômica nacional e atenção a forma como se trabalha atualmente. Terceirizar algumas funções não é um projeto de Temer, mas que já existia em tramitação desde quando Dilma Rousseff era a presidente em exercício.

Publicidade

O mesmo não visa tirar empregos, apenas formalizar aqueles trabalhadores que atuam na irregularidade e por isso não têm direitos trabalhistas. Nenhum direito será retirado e ninguém será prejudicado. As empresas já terceirizam mão de obra atualmente.

3º - Temer aplicou um golpe em Dilma

O golpe político divulgado pela presidente afastada e defensores do antigo governo não existe legalmente em nenhum ordenamento jurídico. O que aconteceu foi um processo democrático e supervisionado pelo Supremo Tribunal Federal. A Lei do Impeachment existe desde 1950 e Lula, que hoje acusa o processo de golpe, esteve à frente dos pedidos de impeachment de Collor e Fernando Henrique. Temer não escolheu assumir o governo, mas constitucionalmente, é a primeira opção após o afastamento da presidente, seguido pelo presidente da Câmara, presidente do Senado e presidente do STF.

4º - Temer quer aumentar a idade mínima para se aposentar

Existe uma proposta, que não foi enviada ao Congresso Nacional, para que a aposentadoria ocorra a partir dos 70 anos daqui 20 anos, sem interferir na contagem da aposentadoria por tempo de contribuição, por invalidez ou compulsória, no caso de muitos funcionários públicos.

Publicidade

A medida, se apresentada formalmente e aprovada, continuaria com idade minima de 65 anos, como era até ano passado e aumentaria para a próxima geração de aposentados em cinco anos.

Atualmente, vigora um sistema sancionado por Dilma Rousseff chamado de regra 85/95 que determina a soma do tempo de contribuição, mais a idade do contribuinte como total igual ou maior que 85 anos para mulheres e 95 para homens. Essa decisão tem gerado polêmica e prejudicado as pessoas que almejavam se aposentar mais cedo. A proposta citada visa reduzir e padronizar essa idade, mas não há previsão para ser discutida e formalizada para eventual votação ou decreto. #Dentro da política