O ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva resolveu buscar ajuda em um famoso advogado, Geoffrey Robertson, para tentar impedir que Sérgio Moro continue cuidando das investigações contra ele (Lula). Robertson já atuou na defesa do boxeador Mike Tyson e do ativista, responsável pelo Wikileaks, Julian Assange.

Foi enviado uma petição para o Comitê de Diretos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) com reclamações de Lula contra o abuso de poder do juiz federal Sérgio Moro. O advogado disse que o ex-presidente está recorrendo à #ONU devido não conseguir Justiça no Brasil

Uma das coisas que revoltou Lula, foi a invasão de privacidade que Moro cometeu ao divulgar áudios gravados seus e de sua família e ainda de acordo com o ex-presidente, as gravações foram feitas ilegalmente, pois em uma delas tinha um diálogo entre ele e a presidente afastada Dilma Rousseff, que possuía foro privilegiado, e por isso jamais poderia ter sido divulgado pela imprensa.

Publicidade
Publicidade

Nessa conversa com a presidente, o petista falava sobre os detalhes de sua posse como ministro, o que garantia imunidade contra as investigações, caso ele fosse nomeado, pois ele adquiriria também foro privilegiado

Atrito

Outro atrito que envolve Lula e Sérgio Moro é a condução coercitiva do ex-presidente para depor na Polícia Federal. segundo o advogado Robertson, não há nenhuma prova de que Lula cometeu irregularidades quando era presidente e a defesa exige mudanças no sistema Judiciário brasileiro

Lula também é alvo de investigações por tentar obstruir a força-tarefa da Lava Jato na compra do silêncio do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró, que se decidiu pela delação premiada. Outros escândalos que envolvem o ex-presidente é o suposto favorecimento de recursos desviados para reformas de um sítio em Atibaia e um triplex no Guarujá.

Publicidade

ONU

A ONU tem três meses para se pronunciar sobre a petição e o veredito será dado por 18 juristas de países diferentes. Lembrando que o Comitê não pode evitar uma possível prisão de Lula ou obrigar a troca do juiz nas investigações, conforme a defesa do ex-presidente solicita. #SérgioMoro