De acordo com matéria publicada no site "Diário do Poder", a  Agência Nacional de Cinema (Ancine), que está sob o comando do partido PCdoB, partido aliado da presidente afastada Dilma Rousseff, supostamente pressionou artistas brasileiros a "denunciar o golpe", após o #Impeachment de Dilma. Isso foi claramente mostrado em um Festival Europeu, no qual o elenco do filme "Aquarius", patrocinado via Lei Rouanet e pela Ancine, protestava utilizando cartazes que se referiam a um "golpe de Estado" e enfatizavam que o Brasil está vivendo um momento muito complicado.

Um dossiê foi feito para denunciar a Ancine traz a informação de que a agência gere R$ 1 bilhão, e pela Lei do Audiovisual, que seria como a Lei Rouanet do cinema brasileiro, mais R$ 200 milhões.

Publicidade
Publicidade

O presidente do PCdoB, Manoel Rangel Neto, preside a Ancine desde o ano de 2005, e segundo reportagem do portal "Diário do Poder", seu terceiro mandato é de "duvidosa legalidade". Outros integrantes do partido também comandam a agência, como Indira Amaral, que é ex-primeira dama da cidade de Aracaju. Também a ex-advogada, e filiada do partido, Rosana Alcântara, é diretora da Ancine, cargo que ocupa desde 2005.

A Agência Nacional do Cinema não quis comentar as denúncias do dossiê.

Alguns dos artistas do filme "Aquarius" que denunciaram o "golpe" foram Maeve Jinkings, Sonia Braga, Carla Ribas, Kleber Mendonça Filho e Humberto Carrão.

Impeachment

Em meio a protestos de atores e esquerdistas contra o impeachment, a presidente afastada #Dilma Rousseff prometeu que fará uma carta ao povo brasileiro, que ela apelida de "Programa da Volta", e fará críticas na forma como o presidente Temer dirige o país, mostrando negativamente os efeitos na economia, que a petista acredita agravar a recessão do Brasil.

Publicidade

Dilma foi aconselhada a atacar o atual presidente, após uma conversa com o ex-presidente Lula e os ex-ministros Jaques Wagner e Ricardo Berzoini na última quarta-feira (06), embora muitos petistas acreditem ser impossível que Dilma consiga voltar ao Palácio do Planalto.

Na última quinta-feira (07) Dilma marcou um encontro com os partidos PCdoB, PT, PDT, e representantes da frente Brasil Popular e Povo Sem Medo, a reunião aconteceu na Alvorada, o objetivo seria discutir a "Carta do Povo Brasileiro". #Michel Temer