Jair Bolsonaro causou mais uma polêmica nas redes sociais ao comentar sobre os atentados em Nice, na França. Ele é um homem de opinião forte e sem papas na língua, fato que faz com que seus comentários sejam polêmicos e causam uma má impressão a uma boa parte dos brasileiros. Dessa vez, o comentário de Bolsonaro está relacionado ao posicionamento da polícia francesa.

Para os leitores que ainda não sabem o que aconteceu na França, vamos explicar: a população da cidade francesa de Nice se reuniu para comemorar a famosa queda da Bastilha, dia 14 de julho. Neste momento de festa, um caminhão apareceu entre a população, atropelando os pedestres.

Publicidade
Publicidade

No total, houve 84 mortos e 18 feridos. O condutor somente parou após ser morto. Em uma foto publicada sobre o atentado, supostamente terrorista, o caminhão foi atingido por diversas balas das armas dos policias.

O deputado comentou sobre o atentado dando foco a ação dos polícias franceses no atentado. De acordo com o Jair Bolsonaro, os policias da França impediram que mais cidadãos fossem assassinados. Por isso, ele reafirmou o apoio sobre o uso de armas de fogo.

Além disso, com o seu perfil na rede social Twitter, Bolsonaro comentou sobre o atentado ao escrever que as responsáveis por evitar que os terroristas matassem mais pessoas não foram as pombinhas, abraços coletivos ou os "especialistas". Quem realmente salvou as pessoas foram as armas dos polícias franceses.

Com o deputado Jair Bolsonaro não existe meio termo, pois para ele as pessoas podem amá-lo, concordando com suas opiniões ou odiá-lo, discordando totalmente sobre seus comentários.

Publicidade

Bolsonaro sofre frequentes acusações sobre alguns setores da sociedade que vêm suas palavras e ações como ameaça. Entretanto, ele tem apoio de uma grande parte dos brasileiros que anseiam por uma reforma política e a diminuição da violência. 

Com relação ao comentário de Jair Bolsonaro sobre os atentados a Nice, na Franca, você concorda ou discorda do posicionamento do deputado? Deixe seu comentário! #Terrorismo #Internet