A #Câmara dos Deputados teve uma importante missão nesta quarta-feira (13). A escolha do deputado que vai dirigir a casa até o próximo ano. Em meio à ansiedade, a votação avançou durante a noite. E o resultado saiu somente na madrugada do dia 14 de julho de 2016, depois de tantas expectativas, com 285 votos, Rodrigo Maia foi eleito como novo presidente da câmara de deputados. A diferença entre o primeiro candidato Rodrigo Maia e Rogério Rosso foi 115 de votos.

O deputado eleito terá o mandato tampão até 31 de janeiro de 2017, comandando um orçamento de R$ 5,2 bilhões.

O inicio da eleição estava marcado para ontem às 16h, mas foi mudado para 19h, pelo então presidente interino, Waldir Maranhão (PP-MA), que não resistiu à grande pressão e teve que iniciar a sessão às 17h30.

Publicidade
Publicidade

Então somente às 18h30, Waldir Maranhão iniciou a sessão quando o quórum de duzentos e cinquenta e sete deputados se apresentou, e se pronunciou afirmando que não tinha expectativa de ficar na presidência da Casa. Disse que quando deixasse o cargo, não guardaria rancor e desejou sucesso ao futuro presidente eleito.

Essa eleição foi para substituir o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), após ele ter renunciado há alguns dias atrás.

A principio, para esta disputa havia um total de 17 deputados, mas alguns desistiram, como foi o caso dos deputados Heráclito Fortes (PSB-PI), Maria do Rosário (PT-RS) e Beto Mansur (PRB-SP), restando na disputa apenas 14 parlamentares. Mas o deputado Gilberto Nascimento (PSC-SP) depois de discursar, acabou desistindo.

Foi sorteada a ordem dos pronunciamentos, sendo estipulada a duração de 10 minutos para cada um desses parlamentares proporem e pedirem votos dos pares.

Publicidade

Em seguida iniciou a votação.

Como nenhum candidato obteve a maioria absoluta dos 257 votos no primeiro turno, houve um intervalo e em seguida começou o segundo, observando o mesmo período de dez minutos para a manifestação dos 3 candidatos. Rodrigo Maia do DEM-RJ teve 120 votos e Rogério Rosso do PSD-DF 106 votos. #Corrupção #Congresso Nacional