O presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, sofreu uma cena inusitada e constrangedora em um restaurante na cidade de São Paulo. Enquanto ele jantava, uma mulher chegou próximo à sua mesa e estendeu-lhe a mão. Depois disse ao ministro: "parabéns", apertando-lhe a mão. Lewandowski agradeceu, pensando que o cumprimento seria pelos elogios ao seu trabalho, mas ,na verdade, a mulher estava totalmente descontente com as suas posições e decisões no Supremo e aquele era um gesto de ironia de sua parte. A mulher citou ainda, diante do juiz, o julgamento do "Mensalão" e os aumentos de benefícios particulares para o juiz. Veja o vídeo:

Explicações de Moro

O presidente do Supremo pode ter sofrido essa ação no restaurante, por inúmeras ações em que o povo questiona a sua imparcialidade.

Publicidade
Publicidade

Nesta quinta (07), o ministro enviou um ofício ao juiz federal Sérgio Moro, pedindo explicações ao juiz sobre suas decisões de ter autorizado a divulgação das conversas gravadas do ex-presidente Lula com autoridades que possuem foro privilegiado.

A defesa de #Lula foi quem protocolou essa reclamação, alegando que houve usurpação de competência da parte do juiz. Os diálogos, que Lewandowski pediu detalhes para Moro, envolvem conversas com o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), com vários deputados, entre eles, José Guimarães (PT-CE) e Paulo Teixeira (PT-SP) e com o ministro do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro. Há também outras autoridades com foro privilegiado que foram alvos das gravações, no caso, os ministros Jaques Wagner, Edinho Silva e Nelson Barbosa.

Bonecos de Lewandowski

Mais um episódio marcou a semana para o ministro do Supremo.

Publicidade

Ele pediu investigação à #Polícia Federal a respeito de quem inflou bonecos com a sua caricatura. O secretário de segurança do STF, Murilo Maia Herz, pediu em um ofício, com carácter de urgência, quem são os responsáveis por difamar o Chefe do Poder Judiciário.

O secretário também pede para a Polícia investigar quem divulgou amplamente o endereço da casa do juiz Ricardo Lewandowski nas redes sociais. #Crise no Brasil