Segundo informações divulgadas pelo jornal inglês The Guardian, o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, preso pela Lava Jato por participar do esquema milionário de desvios da Petrobras, tentou ocultar da Justiça o fato de que seu filho, Expedito Machado, que também é investigado pela Justiça, possui vários imóveis em seu nome, na cidade de Londres, onde atualmente reside. Como o acordo de delação feito com a Justiça deve beneficiar a ambos, mas o fato do pai ter ocultado esta informação poderá levar a comprometimento do benefício obtido para o cumprimento das penas.

As revelações que podem levar ao fim do acordo de delação premiada

Segundo o jornal britânico, Expedito Machado teria adquirido algumas salas comerciais numa das principais ruas da capita londrina, a Fleet Street e um apartamento no bairro Mayfair. Segundo as informações divulgadas, teria sido movimentada uma quantia superior a 21 milhões de libras, o que corresponde a cerca de R$ 90 milhões de reais.

Publicidade
Publicidade

Os imóveis teriam sido adquiridos exatamente entre outubro de 2014, mês que seu pai deixou a presidência da Transpetro e se estenderam até outubro de 2015. 

O filho de Sérgio Machado tem apenas 31 anos de idade e mora em Londres desde 2012. 'Did', como é conhecido entre os amigos, se considera um empreendedor e o retorno financeiro com a compra das propriedades vem com o aluguel dos escritórios, que lhe rendem um boa quantidade de libras todo o ano.

A divulgação do conteúdo pela imprensa londrina poderá levar a Procuradoria Geral da República (PGR) a rever a concessão do acordo de delação premiada com Sérgio Machado. As informações são de que o ex-presidente da Transpetro teria deixado de informar à Justiça a lista de bens que estão em nome de seu filho. O periódico ainda reforça a denúncia ao informar que ambos teriam sugerido, em depoimentos, que tais imóveis teriam sido adquiridos com recursos oriundos de desvio no esquema de #Corrupção na Petrobras.

Publicidade

Caso as informações sejam  confirmadas, a PGR já declarou que vai pedir a suspensão do acordo de delação premiada. Sérgio Machado, atualmente, cumpre pena em regime domiciliar, na luxuosa mansão onde reside, no bairro Dunas, em Fortaleza. No acordo com a #Lava Jato, além de Expedito, outros dois filhos do ex-dirigente da Transpetro deveriam ficar de fora das investigações e livres de possíveis punições da operação coordenada por Sérgio Moro. 

A defesa de Sérgio e Expedito Machado nega tal fato e diz que tudo foi declarado na Justiça

Tanto os advogados de Sérgio Machado quanto do seu filho, citado pelo jornal inglês, negam tais acusações e dizem que todos os bens já foram devidamente declarados às autoridades britânicas. Além disso, a assessoria de Expedito Machado alega que não existe nenhum processo contra o mesmo, apesar da sua confissão no envolvimento do esquema de lavagem de dinheiro.   #Sergio Machado