O excêntrico deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), realizou um evento hoje na Barra da Tijuca/RJ e literalmente caiu nas graças da platéia junto com a sua popularidade que está em baixa e vem caindo cada vez mais.

Ao lado de outros palestrantes, Batman dos protestos e Capitão América, Bolsonaro discursava quando caiu no chão ao pular de cima do carro de som onde se encontrava. O parlamentar afirmou que tencionava dar um "mosh" (salto feito comumente pelos astros do rock no qual pulam do palco para serem agarrados pelos fãs).

Ao que tudo indica os participantes do comício ignoraram a aventura do deputado deixando-o dar de cara com o chão.

Publicidade
Publicidade

Rapidamente ele levantou-se constrangido e foi aplaudido com gritos de "mito" vindos dos seus apoiadores.

Na ocasião, Jair chegou a fazer flexões em cima do trio, motivado pelo comediante que interpretava o personagem Paulo Cintura, no programa de humor Escolinha do Professor Raimundo. Todo o ocorrido foi gravado pelos participantes do evento e divulgado nas rede sociais. O deputado já é viral na internet.

O deputado já vem sofrendo há algum tempo com polemicas ao seu respeito. Conhecido por sustentar pautas de direita, Bolsonaro foi rechaçado alguns meses atrás quando chegava em um outro evento no município de Niterói, no Rio de Janeiro, por vários protestantes furiosos. Ele foi alvo de xingamentos e cuspes por alguns minutos e só conseguiu deixar o recinto ao ser escoltado por agentes da polícia militar.

Publicidade

Alguns dos manifestantes chegaram a gritar em coro - "estuprador".

Além de possuir processo criminal, em seu desfavor, tramitando no Supremo Tribunal Federal, o deputado se tornou alvo no mês passado de uma demanda administrativa em razão da quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética do congresso nacional. O Partido Verde incrimina o deputado de ter empregado seu voto a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, reconhecido pela Justiça como torturador durante a ditadura militar. O Partido Verde pugna pela a cassação do mandato de Bolsonaro na Câmara. #Corrupção #Impeachment #Polícia Federal