Em agosto de 2015, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu por anular a operação da Polícia Federal, denominada Satiagraha, por entender que as provas coletadas na ação contra o Banco Opportunity - fundo mútuo de investimentos em ações, fundado no paraíso fiscal das Ilhas Cayman e de propriedade do banqueiro brasileiro Daniel Dantas -, basearam-se em grampos telefônicos feitos sem autorizações judiciais.

Em julho daquele mesmo ano, a Procuradoria Geral da República teve negado recurso que impetrou contra a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), tomada em 2011, de sepultar as investigações. A negativa partiu do ministro do STF, Luiz Fux.

Publicidade
Publicidade

Na ocasião, o STJ argumentou que a operação Satiagraha perdera sua relevância porque as irregularidades sobre como foram colhidas as provas comprometiam todo o processo.

Seguindo o ministro Adilson Macabu, foi ilegal a ajuda da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), com sede no centro de São Paulo, para a realização dos grampos telefônicos desautorizados. As escutas foram apresentadas como provas contra Dantas e seus pares no processo. Assim, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça seguiu voto de Macabu, anulando toda a operação.

Daniel Dantas foi o grande beneficiado com o parecer do STJ pois a ação penal que o julgava por #Corrupção ativa também foi suspensa com o veredito. E mais: o banqueiro agora vai reaver cerca de R$ 4,5 bilhões, recursos do seu banco, o Opportunity, que haviam sido bloqueados como garantia à operação. 

A liberação do dinheiro foi autorizada no último dia 21 e aconteceu só agora, partindo da Justiça Federal em São Paulo, porque era preciso aguardar o fim do prazo para o requerimento de recursos do processo.

Publicidade

Operação Satiagraha

Satiagraha foi o nome com o qual o inquérito da PF foi batizado e pertence ao indiano Mahatma Gandhi (Satyagraha), que usou o termo quando da oportunidade de sua campanha pela independência de seu país. Satya quer dizer 'verdade' e agraha significa 'firmeza'. Logo, entende-se Satyagraha como 'firmeza da verdade' ou, também, "a busca da verdade" em outra tradução.

As investigações referentes a desvios de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro, iniciadas pela Polícia Federal em 2004, resultou na prisão de banqueiros, investidores e executivos de bancos, quatro anos depois, em julho de 2008. #Crime #Crise econômica