De investigado a réu, o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva  acaba de ser acusado por obstrução no processo da Operação Lava Jato. Para o Ministério Público, Luiz Inácio deve ser declarado culpado por atrapalhar as investigações no processo.  

O juiz Ricardo Augusto Soares Leite aprovou a delação enviada pelo Ministério Público Federal, onde acusam o ex- presidente Lula de chefiar uma estratégia para impossibilitar as informações referentes ao processo da Operação Lava Jato.

Os documentos expostos contra Lula são consideráveis e plausíveis, todas as ligações de telefone, e-mails e extratos bancários comprovam que ele incentivou o ex-senador Delcídio do Amaral a tomar ações para silenciar as informações que Nestor Cerveró tinha para declarar.

Publicidade
Publicidade

Tudo foi feito na intenção de impedir que o ex-diretor da área internacional da Petrobras fizesse um acordo de delação premiada, presumindo que qualquer informação prestada por Cerveró poderia comprometer o ex-presidente, assim como seu parceiro mais próximo, José Carlos Bumlai.

José Carlos contratou um empréstimo de R$ 12 milhões com o banco Schahin para quitar os débitos das campanhas realizadas pelo PT em 2006.  Por conta disso, o grupo Schahin acabou ganhando um acordo bilionário onde Cerveró era o principal responsável por todos os documentos e pagamentos.

Conforme relato do MPF, há muitas indicações de que Lula trabalhou pessoalmente neste processo, com intenção direta de prejudicar todo o trabalho que vem sendo realizado pelo Poder Judiciário, Ministério da Justiça e do MFP.

Juntamente com Lula, Delcídio do Amaral, Diogo Ferreira (seu assessor), Maurício Bumlai, José Carlos Bumlai, o banqueiro André Esteves e Edson Ribeiro, se tornaram réus do processo também. As informações dão conta de que o ex-presidente Lula foi o cabeça de todo o planejamento, orientando como cada um deveria agir em relação às praticas criminosas, para prejudicar o processo da Operação Lava Jato.

Publicidade

Assim que o juiz Ricardo Leite recebeu do Ministério Público Federal a denúncia, ele determinou os autos do processo em questão. #Política #Crise-de-governo