O juiz Sérgio Moro apresentou uma defesa por meio de um documento entregue ao STF, informando sobre a real validade das interceptações telefônicas realizadas para ouvir as conversas entre #Lula e muitos políticos ligados à Operação Lava Jato. A defesa de Moro não é sobre a conversa de Lula e Dilma, que também foi interceptada, essa já foi anulada. Agora a guerra entre Moro e Lula é sobre interceptações que podem prejudicar o ex-presidente e manchar ainda mais a honra do PT.

Lula quer invalidar provas

Lula solicitou a anulação da interceptação telefônica como prova, pois, segundo a defesa do ex-presidente, o juiz Moro cometeu um ato que não estava sob sua competência, pois ele quebrou o sigilo telefônico de políticos que gozam de foro privilegiado.

Publicidade
Publicidade

Dessa forma, a alegação para a invalidade é "usurpação de competência". 

Ricardo Lewandowski é o atual presidente do STF, ele está de plantão durante o recesso judiciário. O juiz solicitou informações a Sérgio Moro para decidir sobre o pedido do ex-presidente Lula.

Sérgio Moro responde o pedido de Lula

Sérgio Moro recebeu a solicitação de Ricardo Lewandowski e respondeu prontamente. O juiz Moro explicou que a solicitação da defesa de Lula não é coerente, pois todos os procedimentos foram realizados de forma adequada e conforme a lei. Assim, não houve usurpação de competência. Além disso, Sérgio Moro garantiu que não investigou autoridades com foro privilegiado. ele deixou claro que não usará gravações para servir contra políticos que possuem foro privilegiado.

Decisão judicial

Cabe agora ao juiz do Supremo Tribunal Federal decidir quem tem razão.

Publicidade

Sérgio Moro é visto como herói nacional por realizar um trabalho honesto enfrentando homens poderosos da política nacional. Luís Inácio Lula da Silva é visto como um político que muitos odeiam e ao mesmo tempo é idolatrado por parte da população. O político tenta de todas as formas não ser julgado e, caso seja, consiga ser inocentado. Afinal, a sua reputação, bem como a do Partido dos Trabalhadores, está em jogo. Qual será a próxima guerra entre Lula e Moro? #Crise #Corrupção